Diabólico Murphy esmaga Kyren (9-1) e conquista 9.º título no Welsh Open

Snooker 16-02-2020 19:37
Por António Barroso

O inglês Shaun Murphy, de 37 anos, nono da hierarquia (e campeão mundial em 2005) conquistou na noite deste domingo o seu nono título em provas de ‘ranking’ da carreira e segundo da época, o Open de Gales, ao cilindrar na final da prova da época 2019/2020 do World Snooker Tour, disputada em Cardiff, o compatriota Kyren Wilson, de 28 anos, oitavo da hierarquia, por 9-1.

 

Depois do China Championship, e na sua quarta final da época, ‘The Magician’ (‘o mágico’) Murphy levou o Troféu Ray Reardon (hexacampeão mundial galês nos anos 70, mas um só obtido no Crucible) para casa e o cheque mais chorudo, numa final decidida na primeira sessão, durante a tarde, com Shaun a chegar a 6-0 e a chegar à noite com 7-1 desequilibradíssimo e inesperado, após as tensas e desgastantes meias-finais da véspera, decididas ambas na ‘negra’ (6-5) mas que deixaram marcas num Kyren irreconhecível após bater o ‘Rocket’.

 

Centenária (108 pontos) valeu o 1-0 a Shaun, nova entrada ganhadora de 84 pontos deu-lhe o 2-0 e estava embalado para um dia ao nível do sucedido em janeiro de 2015, quando foi até 8-0 para vencer Neil Robertson 10-2 e ganhar o Masters. Nem um ‘break’ de 52 pontos de Wilson impediu Murphy do 3-0, e logo depois o 4-0… ao intervalo.

 

No recomeço, um ‘roubo’ do ‘frame’ na bola preta, com a vitória por 66-64, deu o 5-0 e foi uma machadada no ânimo do ‘Warrior’ (o ‘guerreiro’) Wilson, antes de entrada de 76 pontos valer o 6-0 a Murphy, agora radicado em Dublin (Irlanda), terra das suas origens familiares. Foi só na sétima partida que Wilson pôs o nome no marcador (1-6), mas, endiabrado, Murphy fechou a tarde como a abriu: centenária (134 pontos) a limpar a mesa… e 7-1 para a noite. Impensável: faltam dois parciais.

 

Uma bola de felicidade (‘chouriço’) a entrar num buraco do meio valeu a Murphy, a abrir a sessão noturna, embalar para centenária (102 pontos) – a demonstrar porque é número dois no ‘ranking’ a um ano…- e o 8-1. E quando Kyren, na 10.ª partida, falhou vermelha com 56 pontos de ‘break’, Shaun, com entrada de 73 pontos, selou a colossal vitória.

 

‘Shoot Out’ na 5.ª feira com Shaun… e Ronnie de volta ao torneio cinco anos depois

 

O Open de Gales, torneio pontuável para o ‘ranking’ e da época 2019/2020 do World Snooker Tour, atribuiu £70 mil (€84.298) ao campeão, Shaun Murphy (que sucede a Neil Robertson), e £30 mil (€36.128) a Kyren Wilson como finalista vencido, de um total de £405 mil (€487.723) em prémios.

 

O World Snooker Tour terá apenas três dias de pausa, e já na quinta-feira, dia 20 do corrente mês e até domingo, dia 23, terá lugar no Coliseu de Watford (Inglaterra) a próxima prova da época 2019/2020, também pontuável para o ‘ranking’: o popular ‘Shout Out’ com jogos de um só ‘frame’ (resultado 1-0, sempre) e com tempo limite de 10 minutos para a sua conclusão, com os jogadores a terem tempo limite para tacar: 15 segundos até se esgotarem os primeiros cinco minutos de jogo, 10 segundos nos últimos 5 minutos dos encontros.

 

Vencido pelo tailandês Thepchaiya Un-Nooh em 2019 (bateu Michael Holt na final), no ‘Shoot Out’ o público interage sobremaneira com os jogadores, também é transmitido para Portugal (EuroSport) e premeia o campeão com £50 mil (€60.213), de um total de £171 mil (€205.927) de ‘prize money’.

 

Novidade é a participação, pela 1.ª vez em cinco anos… do ‘Rocket’, que disputou pela última vez a prova em 2015. A necessidade de pontos do ‘Rocket’ no ‘ranking’ a um ano explica-o: é 16.º, entra à justa no Players Championship (reservado aos melhores 16), mas ainda pode ser ultrapassado por Gary Wilson na prova do Coliseu de Watford.

 

Mas também o campeão do Welsh Open deste domingo, Shaun Murphy, tal como Mark Selby, Mark Allen, Shaun Murphy, Jimmy White e Stuart Bingham são outros dos ases confirmados, a par de Thepchaiya Un-Nooh, que defenderá a sua coroa.

 

Dos 128 jogadores, a World Snooker convidou 2 jovens oriundos da QSchool e concedeu oito convites. Destaque para a inglesa Reanne Evans, de 34 anos, que no corrente ano se sagrou pela 12.ª vez campeã mundial feminina, e para a jovem (20 anos) tailandesa Nutcharut Wongharuthai, vice-campeã mundial feminina e única do género a conseguir um 147 (tacada perfeita) em treinos.

 

Novidade será, também, a participação do inglês Ashley Hugill, de 25 anos (vencedor do World Snooker Federation  Open, disputado em janeiro, em Malta), do adolescente (14 anos) ucraniano Iulian Boiko (vice-campeão do WSF Open), do campeão escocês de sub-21, Dean Young (18 anos), do inglês Sean Maddocks, de 17 anos (conseguiu um 147 aos… 15 anos), do campeão europeu de sub-18, o irlandês Aaron Hill (17 anos) e do norte-irlandês de 15 anos, Robbie McGuigan, que anotou em 147 em treinos aos… 13 anos. Maddocks e McGuigan são os amadores convidados da QSchool.

 

Final do Open de Gales, este domingo (campeão a negro):

 

Kyren Wilson-Shaun Murphy, 1-9

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias