Terrorista morre na cadeia de Monsanto

País 09-01-2020 12:58
Por Redação

Um marroquino condenado a 12 anos de prisão por recrutar em Portugal operacionais para o grupo radical Estado Islâmico, Abdesselam Tazi, morreu hoje,  na cadeia de alta segurança de Monsanto, em Lisboa. 

Fonte judicial refere que a morte se terá devido a «causas naturais».

 

Tazi, 65 anos e em prisão preventiva desde 23 de março de 2017 na cadeia de alta segurança de Monsanto, foi condenado por sete crimes: Falsificação com vista ao terrorismo, recrutamento para o terrorismo, financiamento do terrorismo e quatro crimes de uso de documento falso com vista ao financiamento do terrorismo.

Ler Mais

Últimas Notícias