SAD não vai pagar juros dos VMOCS aos bancos

Sporting 13-12-2019 23:51
Por Redação

A SAD do Sporting emitiu um comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), onde explica que não vai pagar os juros relativos aos Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis (VMOC). Em causa está o facto de não se terem verificado «lucros distribuíveis».

 

Recorde-se que este é o quarto ano consecutivo em que os VMOC não apresentam lucros distribuíveis. Emitidos no valor de €135 milhões entre 2011 e 2014, com o BCP e o Novo Banco como subscritores, os juros da emissão destes instrumentos foram todos pagos pela SAD leonina nos cinco primeiros anos.

 

Comunicado:

 

«Avisam-se os Senhores titulares de valores mobiliários obrigatoriamente convertíveis em acções da sociedade (doravante “Titulares de VMOC”), no âmbito da emissão designada por “VALORES SPORTING 2010”, com o ISIN PTSCP1ZM0001, emitida pela SPORTING CLUBE DE PORTUGAL – FUTEBOL, SAD (doravante, “VMOC”) do seguinte:

 

1. Nos termos da deliberação tomada pelos Titulares de VMOC em Assembleia Geral de 8 de janeiro de 2016, os VALORES SPORTING 2014 atribuem o direito ao recebimento de juros à taxa anual nominal bruta e fixa de 4%, cujo pagamento, no entanto, se encontra sujeito às seguintes condições:

 

a) em cada ano, apenas haverá lugar ao pagamento integral dos respectivos juros, no caso de o valor total dos juros a pagar não exceder o valor dos lucros da Sporting SAD verificados no exercício económico findo anterior à respectiva data de pagamento dos juros e que, nos termos dos artigos 32.º e 33.º do Código das Sociedades Comerciais, podem ser distribuídos aos accionistas.

 

b) Caso os lucros distribuíveis não sejam suficientes para satisfazer o pagamento integral do respectivo montante dos juros anuais globais devido, o mesmo deverá ser reduzido ao valor dos lucros distribuíveis verificados, caso existam;

 

2. Constata-se, segundo o último relatório de contas anuais da Sociedade, aprovado pela Assembleia Geral da Sporting SAD de 1 de Outubro de 2019, divulgado em https://web3.cmvm.pt/sdi/emitentes/docs/PC73257.pdf, que não se verificaram lucros distribuíveis, pelo que não estando preenchida a respectiva condição, não há, por referencia à nona data possível de pagamento de juros, 26 de Dezembro de 2019, lugar ao pagamento dos mesmos.»

Ler Mais
Comentários (67)

Últimas Notícias