Tiago Tomás integrado e Fábio Silva ávido em manter veia goleadora

Sub-21 22.09.2022 18:55
Por António Barroso

Autor de sete golos em 15 jogos na presente temporada pelo Anderlecht (Bélgica), clube ao qual se encontra cedido pelo Wolverhampton (Inglaterra) em 2022/23, Fábio Vieira prometeu esta quinta-feira, na Covilhã, «personalidade» e espírito de entreajuda para a Seleção sub-21 vencer no sábado, dia 23 do corrente mês, a Geórgia, em jogo de preparação para o Euro-2023 a realizar no Estádio Santos Pinto, na cidade serrana (17 horas).


«Todos queremos entrar em campo com personalidade e vencer a partida», afirmou o antigo avançado do FC Porto, de 20 anos, na habitual conferência de imprensa que precedeu a sessão vespertina de treino dos comandados de Rui Jorge, neste dia já com o avançado Tiago Tomás (cedido pelo Sporting ao Estugarda), que fora convocado pelo selecionador na véspera, a render o lesionado Vitinha, do SC Braga (lombalgia).


No centro das preocupações deste dia de preparação para o encontro com um dos anfitriões do Euro-2023 – para o qual Portugal está apurado, e cuja organização é dividida por Geórgia e Roménia -, protagonismo para Vasco Sousa: o médio do FC Porto treinou-se… mas de forma condicionada, a contas com uma mialgia da coxa esquerda, no Complexo Desportivo da cidade beirã.


O jovem avançado destacou a importância da concentração do grupo na Covilhã, desde segunda-feira, dia 19 do corrente mês, para o entrosamento entre todos os comandados de Rui Jorge, com os benefícios que a Seleção espera colher… em campo.


«A Geórgia ainda não tivemos tempo de analisar, mas é rival de grande nível para nos ajudar na preparação. Se vou marcar ou não? Não penso nisso. O meu jogo vai muito para além dos golos: passa, sim, por ajudar a equipa, com as minhas movimentações. E quando digo ajudar, não é só ofensivamente, é-o, também, defensivamente. Se o conseguir, estou mais perto de fazer golos, o que me deixa sempre muito feliz, mais ainda por ajudar a Seleção», afirmou o ponta-de-lança, que trocou os dragões pelo Wolverhampton em 2020 a troco de €40 M.


Uma palavra ainda para Fábio Silva ser um dos candidatos ao prémio Golden Boy, distinção atribuída pelo diário desportivo italiano TuttoSport ao melhor jogador europeu sub-21. «Estou muito feliz por as coisas me estarem a correr bem [no Anderlecht]», foi tudo quanto adiantou aos jornalistas, na conferência de imprensa o avançado, «contente» por as boas prestações na equipa de Bruxelas lhe terem franqueado as portas do regresso à Seleção sub-21.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias