«A grandeza da Académica é conhecida e queremos fazer mais e melhor» - Rui Borges

Académica 22-07-2021 14:39
Por Eduardo Pedrosa Marques

À porta da estreia oficial em 2021/2022, Rui Borges diz que o foco é só um: ganhar. Na antevisão da partida frente ao Portimonense, da 1.ª fase da Taça da Liga e que está agendada para as 20.15 horas desta sexta-feira, o treinador da Briosa valoriza a competição e diz que o seu grupo de trabalho está preparado para fazer face ao teórico favoritismo do adversário.
 

«Será o começo da época a sério e é um jogo para colocarmos em prática aquilo que trabalhámos. Olhamos para a Taça da Liga da mesma forma como olhamos para a Taça de Portugal e para o Campeonato. Queremos ser competitivos e, respeitando o Portimonense, queremos ganhar. Trata-se de um adversário com muita qualidade, estamos cientes das dificuldades que vamos ter pela frente, mas também sabemos que podemos tirar partido de alguns pormenores em que o Portimonense é menos forte».
 

As muitas saídas e entradas no plantel dos estudantes não beliscam a ambição de Rui Borges. O técnico academista, que já vai poder estar no banco inscrito como treinador, depois de ter concluído o curso durante as férias, diz estar focado em fazer melhor do que na época passada. «A sensação de poder sentar-me no banco como treinador principal é boa, claro. Se tive propostas para sair? É normal que tenha surgido um ou outro convite, mas, tal como o presidente também já disse, a minha continuidade já estava falada. Foi algo que a nós, equipa técnica, também não nos deixou grandes dúvidas, uma vez que nos identificamos com o clube e com as pessoas. Em relação ao plantel, posso dizer que ainda não está fechado, deverá ter alguns retoques, mas sempre com critério. Vamos para um campeonato ainda mais competitivo, com equipas com grande poder económico, mas isso não belisca a nossa confiança. A grandeza da Académica é conhecida e, como tal, queremos sempre fazer mais e melhor. Vamos manter o nosso equilíbrio e pensar sempre em ganhar. Esse é o nosso foco», sublinhou.
 

A finalizar, um comentário sobre a situação de Zé Castro. O experiente defesa central vai continuar a jogar mais uma época, mas vai começar mais tarde. «O Zé pediu para se apresentar mais tarde e nós aceitámos isso. É o nosso capitão, o nosso líder, e não se trata de ser mais ou menos do que os outros. Temos sempre essa abertura para os nossos jogadores. Acima de tudo estamos felizes pelo facto de o Zé estar motivado para continuar e para jogar», confirmou Rui Borges.
 

Para a deslocação a Portimão, o técnico academista adiantou também que Ricardo Dias está em condições de poder ser utilizado, ao invés de Daniel Rodríguez, que está a recuperar de lesão.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Mundos