Lisboa e Albufeira recuam no desconfinamento; mantêm-se restrições na AML ao fim de semana

País 24-06-2021 15:26
Por Redação

Perante o agravar da situação pandémica, o Governo, através da através da ministra Mariana Vieira da Silva, anunciou esta quinta-feira que Lisboa e Albufeira vão recuar no processo de desconfinamento.

Assim, e à imagem do que acontecia já em Sesimbra, os restaurantes passam a encerrar nestes concelhos até às 22h30 durante a semana e até às 15h30 ao fim de semana e feriados, assim como todos os estabelecimentos comerciais de sector não alimentar.

Foi ainda renovado o cerco imposto no passado fim de semana na Área Metropolitana de Lisboa (AML), da qual só se poderá entrar ou sair a partir desta sexta-feira mediante teste PCR negativo ou certificado digital. Compõe a  AML Almada, Amadora, Barreiro, Loures, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal, Setúbal, Vila Franca de Xira, Lisboa, Cascais, Sintra, Sesimbra e Alcochete.

 

O Governo anunciou ainda 25 concelhos com níveis de risco epidémicos elevados, que voltam a ter limites horários, com um «recuo significativo» e teletrabalho obrigatório: São eles Alcochete, Almada, Amadora, Arruda dos Vinhos, Barreiro, Braga, Cascais, Grândola, Lagos, Loulé, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odemira, Odivelas, Oeiras, Palmela, Sardoal, Seixal, Setúbal, Sines, Sintra, Sobral de Monte Agraço e Vila Franca de Xira.

 

Quanto à circulação na AML, a ministra sublinhou que os testes de farmácia não servem como justificação: apenas os testes negativos PCR (com minimo de 72 horas) e os antigénio (mínimo de 48 horas), além do Certificado Digital. 

Ler Mais

Últimas Notícias