«Quando fomos campeões só bebíamos Coca-Cola»

Futebol 21-06-2021 23:20
Por Nuno Perestrelo

O momento mais divertido da apresentação do livro A Geração de Ouro, de Hugo Sarmento e Duarte Araújo, foi quando Paulo Madeira, antigo defesa central, recordou várias histórias da convivência com Carlos Queiroz nas seleções nacionais jovens.

 

«A alimentação hoje é essencial e todos se preocupam com isso. Fala-se do episódio da Coca Cola e de Cristiano Ronaldo. Nós estávamos feitos. Só bebíamos Coca-Cola. Nos corredores dos nossos quartos tínhamos geleiras gigantes cheias de Coca-Cola», lembrou, provocando as gargalhadas dos companheiros de seleção que se deslocaram à Cruz Quebrada para participar na homenagem.

 

O antigo defesa central riu-se ainda quando recordou uma viagem ao deserto, na Arábia Saudita, em que acabou por sentar-se no chão e comer no meio da areia… «Estávamos cheios de fome e eu lembro-me de ver os árabes a comerem arroz e borrego com a mão. Pensei… a malta tem de comer, e tomei a iniciativa».

 

Focando o lado técnico de Queiroz, Paulo Madeira concordou com Bizarro quando o antigo guarda-redes falou da insistência nos treinos de bolas paradas: «Ele era muito chato! Levava-nos a treinar e ficávamos ali duas horas a treinar o canto número 2, o número 3. As bolas paradas. Houve uma vez em que estávamos a treinar um desses cantos e o Valido rematou uma bola com força e acertou na cabeça do professor, que estava junto ao poste, e caiu no chão. Olhando agora para trás, posso dizer uma coisa: aquelas secas valeram a pena!»

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias