Tribunal de Roma ordena Facebook a reativar conta de partido neofascista

Itália 12-12-2019 23:54
Por Redação

Um tribunal de Roma decidiu, esta quinta-feira, que o Facebook deve reativar uma conta do partido italiano neofascista CasaPound e pagar 800 euros por cada dia que a conta esteve desativada, avançou o jornal britânico The Guardian. 
 

De acordo com a imprensa italiana, a rede social fundada pelo norte-americano Mark Zuckerberg fechou a página, que contava com 240 mil seguidores, no início de setembro - a página de Instagram do partido foi desativada. 

«Pessoas ou organizações que espalham ódio ou que atacam outros não terão espaço no Facebook ou Instagram. As contas que removemos violam esta política e não vão mais estar presentes nas redes sociais», disse, nesse mês, um porta-voz do Facebook à agência de notícias Ansa.

Esta quinta-feira, o mesmo porta-voz, disse que o Facebook está a par da decisão do tribunal e que a irá «analisar cuidadosamente».

Segundo a decisão do tribunal, a companhia deverá ainda pagar 15.000 euros em despesas legais.

 

O juiz defendeu que sem o Facebook o partido estava «excluído ou extremamente limitado do debate político italiano». 

«O CasaPound foi fundado como um clube de bebidas pró-Mussolini,», explica o jornal britânico - foi nomeado em homenagem ao poeta Ezra Pound, conhecido pelas crenças fascistas e antissemitas.

 

O partido apoia uma variante democrática do fascismo, mas foi já acusado de encorajar violência e racismo.

Em novembro, dois antigos membros do partido foram condenados por uma violação em grupo na região de Viterbo. 

Ler Mais

Últimas Notícias