Recusado pedido de libertação de Rosa Grilo

Justiça 11-12-2019 18:49
Por Redação

Rosa Grilo, que aguarda em prisão preventiva o final do julgamento em que é uma das suspeitas do homicídio do marido, viu ser rejeitado o pedido de libertação interposto pela defesa, avançou, esta quarta-feira, a SIC Notícias. 

 

Recorde-se que o amante de Rosa Grilo, António Joaquim, saiu em liberdade a 6 de dezembro, na sequência de um requerimento apresentado pela defesa, no qual se solicitava a revogação da prisão preventiva por se entender que «não existiam elementos probatórios que pudessem sustentar a tese da acusação».

 

O suspeito da morte do triatleta, em coautoria com a mulher da vítima, tinha sido detido em setembro de 2018. 

Perante esta decisão, o Ministério Público (MP) apresentou um requerimento a pedir a anulação do despacho judicial que ordenou a libertação de António Joaquim. 

 

A acusação do MP atribui a António Joaquim a autoria do disparo sobre Luís Grilo, na presença de Rosa Grilo, no momento em que o triatleta dormia no quarto de hóspedes na casa do casal, na localidade de Cachoeiras, Vila Franca de Xira, distrito de Lisboa).

 

O crime, que ocorreu em 15 de julho de 2018, terá sido cometido para António Joaquim e Rosa Grilo poderem assumir a relação amorosa e beneficiarem dos bens da vítima - 500 mil euros em indemnizações de vários seguros e outros montantes depositados em contas bancárias.

 

Rosa Grilo e António Joaquim conhecem o acórdão a 10 de janeiro de 2020.

Ler Mais

Últimas Notícias