Rei propõe novamente Pedro Sánchez como chefe de Governo

Espanha 11-12-2019 21:58
Por Redação

Felipe VI escolheu, novamente, o líder do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), Pedro Sánchez, para ser investido como primeiro-ministro.

 

O rei concluiu, esta quarta-feira, a ronda de audições com os líderes dos partidos políticos sobre a formação do governo. 

 

Poucas horas depois, Sánchez disse. «É uma tarefa que assumo com honra e enorme gratidão», assinalou o candidato à investidura, que se compromete a formar um governo progressista e de diálogo.

 

«Existem forças políticas a instalar um bloqueio. O PSOE espera que não haja terceiras eleições. Espanha precisa de um período de estabilidade. O mais importante é o quê e depois o quando», juntou.

 

«Precisamos de grandes acordos de consenso. Será uma tarefa complexa, mas entusiasmante», explicou ao referir que irá chamar os líderes partidários, Pablo Casado, do PP, e Inés Arrimadas, do Ciudadanos, na segunda-feira, bem como com os presidentes das regiões autónomas.

 

Os representantes dos 19 partidos foram recebidos por ordem crescente da sua representatividade, começando com o deputado do Foro Astúrias, Isidro Martínez Oblanca, e terminando com o chefe do executivo em exercício, Pedro Sánchez.

 

Recorde-se que, um mês depois das eleições legislativas, ainda não há governo em Espanha e, neste momento, Sánchez não tem os apoios necessários para ser investido no lugar pelo Parlamento.

Ler Mais

Últimas Notícias