Festival do Carapau manteiga anima Setúbal

Setúbal 22-08-2015 23:10
Por Jorge Pessoa e Silva
Começou este sábado, em Setúbal, o Festival do Carapau Manteiga, evento que visa celebrar uma espécie que é típica e exclusiva desta região. O também chamado... carrapau manteiga, se utilizarmos a pronúncia da qual os próprios setubalenses se orgulham.

Esta iniciativa é promovida pela Câmara Municipal, à qual aderiram cerca de seis dezenas de restaurantes da cidade. Vai prolongar-se até 6 de setembro. A culminar, haverá uma sessão de cozinha ao vivo, na Casa Baía, a partir das 18 horas, sob o lema carapau manteiga-tradição renovada, dirigida pelo chefe Pedro Catarino.

O que é o carapau manteiga?

Afinal, o que é o carapau manteiga? É uma das joias da gastronomia setubalense, numa cidade onde o peixe é rei. Desde já porque apenas é pescado entre Setúbal e Sines. Um carapau que se distingue por ser bem mais claro do que o normal e com uma camada de gordura semelhante à manteiga, entre a pele e o lombo. Ganha por isso um sabor distinto e muito apreciado.

Nesta zona do País há diversas formações rochosas submersas, junto à costa, que promovem não só uma água um pouco mais quente como produção de algas e plâncton que enriquecem a dieta alimentar do carapau manteiga. Segundo nos explicam, o carapau têm também na sua alimentação o camarão, camarinha e ameijoas partidas. Tudo junto, está num habitat específico e muito propício a que se desenvolva, faz que ganhe a tal gordura e sabor. No fundo, à imagem do que acontece com o gado, cujas carnes são mais tenras ou saborosas também em função das melhores pastagens.

Com favas, migas, arroz de amêijoa e... bom vinho da região

Várias das explicações vão sendo dadas por José Martins, dono do restaurante Espaço Setúbal, que aposta na grelha como melhor forma de confecionar o carapau, embora também sirva de tomatada e caldeirada. Favas, arroz de amêijoa, migas, batata cozida e o bom vinho da região completam a iguaria.

Vítor, dona Tasca da Fatinha, pescador, completa as explicações, falando de um peixe que deve ser apanhado a cinco seis braços de profundidade.

Certificação em curso

Face à especificidade deste carapau manteiga, a autarquia de Setúbal e a Cooperativa de Pesca de Setúbal, Sesimbra e Sines estão a trabalhar na certificação do carapau manteiga como espécie exclusiva da Costa de Setúbal a Sines. O processo final pode resultar em diversas classificações, mas todas elas com o mesmo propósito: reconhecimento de uma espécie única nesta região.
Ler Mais

Últimas Notícias