FC Porto é campeão da Europa

Bilhar 03.07.2022 18:49
Por António Barroso

O FC Porto, com um quarteto constituído pelo neerlandês Dick Jaspers, o espanhol Daniel Sánchez e os portugueses Rui Manuel Costa e João Pedro Ferreira, conquistou este domingo pela segunda vez no seu historial (depois da vitória em 2017) a Taça da Europa de Clubes de Carambola (3 tabelas), ao vencer no desempate por ‘penáltis’ por 14-6, após 2-2 à mesa, a formação turca do FBN Tekstil BSK na final da prova, organizada pelos dragões, Federação Portuguesa de Bilhar (FPB) e União Mundial de Bilhar (UMB), e que decorreu desde terça-feira na Academia de Bilhar do FC Porto, no Estádio do Dragão (Porto), concluindo-se neste dia.


A final da ‘Champions do bilhar’, que reuniu 23 equipas de 12 países do continente europeu – com os conimbricenses do Centro Norton de Matos e os alentejanos do Clube de Bilhar Eborense a ficarem pelo caminho nas qualificações -, o FC Porto e o FBN Tekstil BSK deram excelente e emotivo espetáculo, com o 2-2 nas mesas a deixar a decisão para o desempate nos ‘penáltis’.


Em grande nível nesta Taça da Europa de Clubes, o espanhol Daniel Sánchez, campeão da Europa e número 2 do ranking mundial, começou por fazer 1-0 para os portistas, ao bater o 12.º da hierarquia da UMB, Murat Naci Coklu, por 40-33 em 19 entradas.


No entanto, logo após surgiu o 1-1 para os turcos, que em 2016 haviam ganho a final do torneio ao FC Porto, e em 2017 perdido a decisão para os dragões. Gokhan Salman, 49.º do ranking, superiorizou-se a João Pedro Ferreira por 40-24 (em 23 entradas) e fez o 1-1 para os turcos.


A confirmação de que não era o dia mais inspirado do número um e campeão mundial, o neerlandês Dick Jaspers (FC Porto) surgiu logo depois: se já perdera para Ruben Legazpi o seu parcial nas meias-finais, voltou a, após uma primeira parte paupérrima ante o 7.º da hierarquia, Tayfun Tasdemir, não estar no seu máximo.


Jaspers ainda recuperou de 32-39 com série de sete carambolas até ao empate (39-39) sem conseguir a 40.ª, e o turco não perdoou: 39-40 (em 23 entradas) e 1-2 para o Tekstil, após muito azar de Jaspers, que viu quatro ou cinco carambolas acessíveis perderem-se nas ‘vielas’ (espaço entre tabela e bola a atingir).


Com Pinto da Costa nas bancadas, ao lado do vice-presidente Alípio Jorge Fernandes, tudo a decidir entre Rui Manuel Costa, campeão nacional 2020/21 e 43.º do ranking mundial, e Lutfi Cenet, 21.º da hierarquia. Pressionado, e a perder por 32-34, 34-37 e 36-38, o português, com série de quatro, venceu por 40-38 (em 23 entradas), fazendo o 2-2 e levou decisão do título europeu para desempate.


Nos ‘penáltis’ – bola de saída para cada um dos jogadores e o número de carambolas que dessem na série a contar - João Pedro Ferreira e Gokhan Salman empataram 1-1.


Seguiram-se Lutfi Cenet e Rui Manuel Costa: o turco fez 1-0, o jogador dos dragões igualou 1-1 e passou o FC Porto para a frente com segunda carambola (2-1) e embalou até à sétima: 7-1, já 8-2 para o FC Porto no somatório de todas as mesas. Grande exibição do jogador do FC Porto, decisivo na final!


Depois, Daniel Sánchez conseguiu uma carambola, enquanto Murat Naci Cocklu duas: 9-4 a vantagem do FC Porto, quando só faltavam Dick Jaspers e Tayfun Tasdemir na mesa. E o número um mundial subiu a diferença do FC Porto para os turcos, com mais cinco carambolas, até 14-4. Tasdemir teria de somar dez para igualar, pelo menos. Ficou-se pelas duas carambolas, 14-6, FC Porto campeão europeu ao vencer a ‘Champions do bilhar’ pela segunda vez.

Ler Mais
Comentários (9)

Últimas Notícias