Governo australiano volta a tirar visto a Djokovic

Ténis 14-01-2022 08:04
Por Redação

O governo australiano voltou, esta sexta-feira, a retirar o visto a Novak Djokovic e iniciou procedimentos para deportar o jogador, que até já tinha entrado no sorteio para o Open que começa segunda-feira.

 

O sérvio poderá recorrer novamente ao tribunal federal, onde teve êxito ao primeiro cancelamento para poder entrar na Austrália.

 

O ministro da Imigração, Alex Hawke, manteve a mão firme que tem tido neste tipo de casos e ordenou a deportação do jogador, que entrou com um visto inicialmente recusado por não justificar adequadamente a isenção médica para não estar vacinado contra a Covid-19. «Foi cancelado por motivos de saúde e ordem, na base de que é do interesse público fazê-lo», justifica Hawke.

 

O primeiro-ministro Scott Morrison comentou mais tarde que a decisão «protege os sacrifícios dos australianos». 

 

 

Djokovic chegou a Melbourne a 5 de janeiro alegando uma isenção médica que lhe permitiria jogar no Open da Austrália e defender o título, mas o visto foi cancelado e o jogador instalado num hotel de quarentena.

 

Se se confirmar a deportação, o jogador poderá ficar proibido de voltar durante três anos. 

Ler Mais
Comentários (61)

Últimas Notícias