Patrão dos 76ers corta salários e arrepende-se

NBA 24-03-2020 23:37
Por Redação

O grupo proprietário das equipas norte-americanas Philadelphia 76ers, da liga de basquetebol (NBA), e New Jersey Devils (NHL), da liga de hóquei no gelo, fez hoje ‘marcha-atrás’ no plano de cortes salariais que queria impor aos funcionários, na sequência das múltiplas críticas e resistências internas.

 

Face à suspensão por tempo indeterminado das temporadas da NBA e da NHL devido ao Covid-19, o grupo Harris Blitzer Sports and Entertainment anunciara, ontem, a intenção de reduzir em 20 por cento os salários dos funcionários das duas franquias, no que seria uma medida temporária destinada a manter os postos de trabalho dos cerca de 1.500 trabalhadores do grupo, pagos à hora, com início a 15 de abril e a terminar em 30 de junho, final da época.

 

Ideia nada bem recebida e que gerou imediata onda de críticas internas que rapidamente alastrou às redes sociais, com o salário anual dos proprietários e nomeadamente os 3,4 mil milhões de euros de património líquido de Josh Harris a serem particularmente visados. A contestação foi tal que até Joel Embiid, figura maior dos Sixers, tomou a iniciativa de doar 500 mil dólares (465 mil€) aos funcionários da franquia afetados pela crise e à equipa médica da Filadélfia.

 

«A nossa intenção era a melhor para garantir que todos os nossos funcionários se manteriam a trabalhar neste período muito difícil. Mas depois de ouvir a nossa equipa e os jogadores, tornou-se-nos muito claro que esta não foi a decisão correta. Vamos voltar atrás e pagar a estes trabalhadores o seu salário integral», assegurou Josh Harris, pedindo desculpas aos funcionários e fãs «por não ter agido da melhor maneira».

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias