Lucas Hernández escapa à prisão

Espanha 27-10-2021 09:03
Por Redação

Um tribunal de Madrid deu providência a um recurso apresentado por Lucas Hernández, jogador do Bayern Munique, do mandado de se apresentar na prisão já esta quinta-feira para cumprir uma pena.

 

As edições online dos jornais As e Marca referem que, apenas a um dia do limite, a secção 26 do Tribunal Provincial de Madrid suspende a execução de pena de seis meses mediante algumas condições. Está suspensa por quatro anos e será naturalmente revogada se ocorrer outro delito; terá de pagar uma multa por quotas – 240 quotas com uma diária de 400 euros, num total de 96 mil euros.

 

O incumprimento destas condições levará à renovação da suspensão e imposição da pena anteriormente imposta ao jogador do Bayern, adversário do Benfica na Liga dos Campeões.

 

De acordo com o coletivo de juízes «a sua situação familiar e social, e os efeitos que se podem esperar da própria suspensão da execução e do cumprimento das medidas que lhe foram impostas» justificam a suspensão. «Importa referir que, após análise ao seu registo criminal, embora haja condenação por crime de lesões em 2018, ela refere-se a eventos de 2015; desde a prática do crime a 13 de junho de 2017, não foi registado no seu histórico criminal a prática de qualquer novo ato criminoso, o que pode ser valorizado para considerar que atualmente não é necessário esperar a execução da pena para evitar que o infrator cometa um crime.»

 

Hernández foi inicialmente condenado devido a acontecimentos que remontam a 3 de fevereiro de 2017, quando ele e sua então namorada, Amelia de la Osa Lorente, tiveram uma discussão com agressões na via pública, o que culminou em crime de violência doméstica para o então jogador do Atlético. Um tribunal de Madrid condenou ambos a 31 dias de serviço comunitário e impôs uma ordem de restrição mútua por seis meses. Foi essa ordem de restrição que foi quebrada - e é citada pelos juízes com a data de 13 de junho -, tendo o casal sido visto do aeroporto de Madrid no regresso de uma viagem a Miami. Lucas foi detido, mais tarde libertado, e o Ministério Público pediu prisão por violar essa ordem de restrição - em 2019 foi então condenado a seis meses de prisão, sucedendo-se recursos.

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias