«Ronaldo estava agitado e a braçadeira caiu ao meu lado»

Seleção 01-04-2021 23:20
Por Redação

O empate entre Portugal e Sérvia (2-2), da segunda jornada do Grupo A de qualificação para o Mundial-2022, ficou marcada por uma reação intempestiva de Cristiano Ronaldo. Após introduzir a bola dentro da baliza aos 90+3’, o avançado da Juventus percebeu que o golo não tinha sido validado e, num gesto de frustração, atirou a braçadeira de capitão ao chão enquanto ia para os balneários.

 

Uma situação que foi aproveitada por Djordje Vukicevic. A cumprir serviço no estádio Raijko Mitic, este bombeiro de Belgrado agarrou na braçadeira de Ronaldo com um fim solidário em mente.

 

«O Ronaldo estava agitado, atirou a braçadeira e caiu exatamente ao meu lado. Toda a gente concordou que ia ser utilizada para ajudar o pequeno Gravrilo», explicou Vukicevic à Reuters, ele que tinha ido para o jogo determinado a recolher objetos dos jogadores de forma a angariar fundos para o Gavrilo Djurdjevic, bebé de seis meses que sofre de atrofia muscular na espinha.

 

«Pessoas que nunca tinham ouvido falar de nós vieram falar connosco, interessadas na braçadeira e em ajudar a nossa criança», assumiu Nevena, mãe de Gravrilo Djurdjevic, que precisa de angariar cerca de €2,5 milhões para os tratamentos.

Ler Mais
Comentários (7)

Últimas Notícias