André Villas-Boas despede-se de Marselha com nostalgia e saudade (vídeo)

Marselha 02-03-2021 18:49
Por Redação

Numa longa mensagem, André Villas-Boas despediu-se esta terça-feira do Marselha, evocando o início da sua caminhada no clube francês. A mensagem, pouco depois de o clube oficializar a rescisão, foi acompanhada de um vídeo com alguns dos seus momentos no clube.

 

Veja abaixo:

 

 

«Abro as portas do Hôtel Dieu e vejo-me frente à Notre Dame de la Garde. Caminho do Porto Antigo ao longo da Corniche até o Vallon des Auffes. Regresso aquecido pelo sol, mas fustigado pelo vento até ao Mucem. Foi assim a minha primeira manhã como Marselhês.

 

«Num ano e meio, aprendi a sentir esta cidade e o amor que seus habitantes têm pelo clube. No vulcão Velodrome, estremeci com vocês para comemorar cada golo e cada vitória. Costumava olhar para as duas curvas para apreciar as bandeiras e serpentinas no meio de tantos sons. Fazer parte da história deste clube é uma estrela no currículo de um treinador. Esta estrela é única na França. É impossível não amar este clube e os seus adeptos sem se apaixonar pelo seu passado, pelas ricas memórias que habitam este clube e pelas histórias que são passadas de geração em geração. Tratei o clube como se fosse meu, defendendo tudo que parecesse certo e injusto, verdade ou mentira. Sempre carreguei comigo a honra e a dignidade que achei que merecia», escreveu.

 

«Levo comigo as melhores memórias, sensações e emoções indescritíveis, com um amor singular por um clube e uma região única. [A montanha] La Sainte Victoire foi minha amiga durante 18 meses. Tenho orgulho de ter conhecido todas as suas dobras e agradeço-lhe por me inspirar», acrescentou, deixando depois palavra aos jogadores:

 

«A todos os meus jogadores e à equipa do OM, obrigado pelo vosso suor e esforços. Estamos ligados e vou sentir a vossa falta. Desejo a cada um de vocês o melhor profissional e pessoalmente. Com a tristeza de não poder mais abraçar-vos, mas com a certeza de que em breve estaremos juntos novamente.»

 

«Saudade é uma palavra portuguesa. Forte, visceral, ligada às raízes. Reflete o nosso choro por algo que perdemos, um pedaço de nós mesmos que deixamos para trás. 'Não há Saudade sem volta ...' Olympique de Marseille, até depois.», concluiu.

 

Vários jogadores, como Álvaro Gonzalez, reagiram ao post, desejando sorte - «Eternamente agradecido, até breve mister», e até o campeão mundial de rally Sebastien Ogier, disse «obrigada por tudo, vais fazer falta.»

 

 

Ler Mais
Comentários (10)

Últimas Notícias