Protesto dos adeptos inviabiliza contratação de Bruno

Brasil 23-01-2020 18:05
Por Redação

Aos 35 anos, Bruno tenta retomar a carreira como profissional de futebol. Recorde-se que o guarda-redes brasileiro foi condenado a 20 anos de prisão pelo assassinato da companheira.

 

Esta quarta-feira, surgiu na imprensa brasileira a notícia que o Operário da Várzea Grande tinha acordo com Bruno por uma temporada. Situação que motivou um protesto dos adeptos, apoiados por um grupo feminista – e fez cair a contratação do guarda-redes.

 

«Tivemos uma pressão muito grande dos nossos patrocinadores para desistir da contratação. Sem dinheiro não se pode jogar futebol e tivemos que tomar esta decisão», explicou André Xela, presidente do clube, à revista Época.

 

Formado no Atlético Mineiro, Bruno conta com passagens por Corinthians, Flamengo e Boa Esporte. No palmarés conta com uma campeonato brasileiro e uma Taça do Brasil.

Ler Mais
Comentários (6)

Últimas Notícias