Premier “Super” League? Investimento na Liga inglesa supera em muito despesa nas restantes ‘Big5’

Desporto 08-09-2021 08:10

Pelas contas do CIES, que já incluem os investimentos efetuados nesta última janela de transferências e abrangem ainda bónus que os clubes poderão ter que pagar previstos nos contratos, é possível verificar que as restantes 'Big5' estão muito abaixo da Premier League no que concerne à despesa efetuadas.

José Carlos Lourinho

O investimento médio efetuado por cada equipa da Premier League para reunir os seus plantéis atuais é de 407 milhões de euros por emblema, um valor muito acima daqueles que foram registados relativamente às restantes ‘Big5’, de acordo com contas do CIES – Observatório do Futebol reveladas esta terça-feira.

Pelas contas do CIES, que já incluem os investimentos efetuados nesta última janela de transferências e abrangem ainda bónus que os clubes poderão ter que pagar previstos nos contratos, é possível verificar que as restantes ‘Big5’ estão muito abaixo da Premier League no que concerne à despesa efetuadas.

Assim, cada equipa da Serie A italiana teve que gastar 170 milhões de euros para formar os seus plantéis e a LaLiga surge em terceiro lugar com 157 milhões de euros de investimento por emblema.

Na Bundesliga, única ‘Big5’ que aumentou o seu investimento nesta janela de transferências (em comparação com 2020), cada formação gastou 131 milhões de euros em média para formar o seu plantel e a Ligue1 apresenta o valor mais baixo de despesa por equipa: 130 milhões de euros.

Apesar do mercado do futebol estar em queda desde 2019, a Premier League é a ‘Big5’ que menos perde em termos de investimento, de acordo com contas da consultora KPMG no relatório “Football Benchmark”. De 2019 para 2020, essa quebra foi de 8% (de 1,5 mil milhões para 1,4 mil milhões) e de 2020 para 2021, o investimento na Premier League desceu 6% (de 1,4 mil milhões para 1,3 mil milhões).

Se a Premier League é a competição de futebol profissional que domina ao nível do investimento (1,3 mil milhões em 2021), a principal Liga inglesa de futebol é também a campeã dos saltos negativos. Fruto de um total de vendas de 639,27 milhões de euros, o saldo entre receitas e despesas foi de 707,84 milhões de euros na última janela de transferências.

Ler Mais