«Puxão de orelhas» não cai bem a todos

Benfica 06-06-2020 09:58
Por Redação

O empate com o Tondela na Luz (0-0) desencadeou acontecimentos raros em torno da equipa do Benfica, alguns verdadeiramente vergonhosos e alheios ao panorama desportivo, outros, então sim, já diretamente relacionados com a pressão competitiva e o rendimento do grupo.


E nesse botão carregou, pois, Luís Filipe Vieira, que estava zangado como há muito não se via, conta quem sabe, no final do jogo. O presidente do Benfica reservou para o centro de estágio do Seixal uma conversa relativamente curta, mas grossa, com o grupo, focando problemas que identificou na equipa. A equipa que, considera, tem tudo para fazer melhor e à qual o clube nada deixou faltar durante o período mais delicado da pandemia.


Vieira sente que tem de haver mais empenho e dedicação, mais entusiasmo e vontade para chegar ao título de campeão, mas, neste capítulo,  sabe A BOLA que alguns jogadores não concordam. Sentem, pois, que tudo fazem em função do que lhes é pedido pelo treinador e que se não é suficiente  então o problema já os ultrapassa. Não concordam vários jogadores que tenha havido falta de empenho no jogo com o Tondela, preparado com esforço nas últimas semanas e totalmente ao abrigo das ordens do Benfica e de Bruno Lage.


Há, na verdade, sentimentos diversos dentro do plantel do Benfica, que teve de ficar no centro de estágio do Seixal depois do jogo com o Tondela, não recebendo permissão para regressar a casa. Os jogadores, apurou também o nosso jornal, sentem-se desmoralizados pelas críticas e ao  mesmo tempo receosos e preocupados por causa da violência física e psicológica que os cercou. Mas sentem-se igualmente revoltados por estarem a receber críticas que consideram injustas e em relação às quais pouco poderão fazer.


Está à porta o jogo com o Portimonense, no Algarve. Bruno Lage disse não haver margem, sendo obrigatório vencer. Será jogo de alto risco, não apenas pela reação dos adeptos a qualquer outro resultado menos agradável, mas não só. Foi após a derrota em Portimão da época passada que Rui Vitória foi despedido e abriu caminho à entrada de Bruno Lage.  
 

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Comentários (243)

Últimas Notícias