«Antes de vir fiz uma lavagem cerebral: aqui só os mais fortes sobrevivem»

São Paulo 16-09-2019 12:56
Por Redação

Daniel Alves assegura que o São Paulo precisa de calma para escolher um modelo de jogo e ensaiá-lo, pedindo paciência na hora de julgar a equipa, que terminou a primeira volta em sexto lugar e leva o quarto jogo sem ganhar.

 

«Temos que definir um padrão de jogo e ir até o final confiando que aquele padrão é o melhor. Se a gente começa a mudar o padrão por causa de que se diz de fora, nunca vamos conseguir ter uma sequência. Alterámos muitos jogadores, temos que manter um padrão. As coisas constroem-se tendo um padrão, por isso temos de defender os conceitos e o que achamos que é melhor para o São Paulo. Sei o quão difícil é o futebol brasileiro, mas nunca pequei na minha vida por omissão, vou estar na linha de frente. Antes de vir para cá fiz uma lavagem cerebral de que aqui só os mais fortes sobrevivem», disse depois do empate frente ao CSA (1-1).

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias