«A corda estica, estica, estica, até que um dia rebenta»

Corinthians 03.07.2022 08:32
Por Redação

Após a pesada derrota diante do Fluminense, por 0-4, no Maracanã, no Rio de Janeiro, em jogo da 15.ª jornada do Brasileirão, o português Vítor Pereira, treinador do Corinthians, lamentou o desfecho de uma situação, que vincou, já se adivinhava.

«Não me recordo, na minha carreira, de uma derrota assim. Mas, foi justa pelo que aconteceu em campo. Demos prioridade ao Boca [defrontam-se na próxima terça-feira, nos oitavos de final da Libertadores]. Sabíamos dos riscos, sabíamos que jogando com atletas que não têm tido oportunidade, com falta de ritmo, alguns miúdos... frente a um Fluminense bem trabalhado, que está fresco, na máxima força, sabíamos que o risco era grande. Sabíamos que cometeríamos erros, como cometemos», começou por justificar, em conferência de imprensa.

Vítor Pereira relembrou as ausências, de peso, para explicar a utilização de jogadores menos rotinados. «Não estiveram disponíveis Gil, João Victor [central cobiçado por Benfica e FC Porto], Renato Augusto, Maycon, Roni [castigado], Rafael Ramos, Fagner, Willian, Du Queiroz e Gustavo Mosquito. Dez ausências, que obrigaram o treinador a escolher uma equipa com falta de entrosamento. É uma derrota pesada, que nos custa muito. Mas a corda estica, estica, estica até que um dia rebenta. Contra factos, não há argumentos. Para esse jogo, não tínhamos argumentos para enfrentar uma equipa com o nível do Fluminense.»


Apesar da pesada derrota, o português deixou elogios aos atletas: «Não posso apontar nada aos jogadores, tentaram de tudo, mas não foram capazes.»

Vítor Pereira não escondeu que o foco está no jogo contra o Boca Juniors, na próxima terça-feira, na Bombonera, referente aos oitavos de final da Libertadores: «Esta derrota são três pontos recuperáveis. O próximo jogo não é, não há como recuperar, por isso, vamo-nos focar já no próximo jogo. Vamos ver quais os jogadores disponíveis, espero recuperar alguns para nos apresentarmos competitivos contra o Boca.»

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias