«Um grande passo que Pepê está a dar»

FC Porto 06-03-2021 12:58
Por Pedro Cadima

Melhores amigos no Grêmio desde que se cruzaram nos sub-20 da equipa de Porto Alegre, em 2016 Pepê e Jean Pyerre celebram a amizade em cada golo, retribuem o sucesso de cada um com assistências e invariáveis manifestações de carinho nas redes sociais, onde não faltam picardias abrigadas pela extrema confiança entre ambos.

 

A grande dupla que Renato Gaúcho uniu na equipa principal vai desfazer-se no final de junho, já que Pepê tem malas feitas para Portugal, sendo já o reforço mais sonante anunciado no mercado português para a próxima época, pois vestirá a camisola do FC Porto. Jean Pyerre falou, em exclusivo, com A BOLA, sobre a grande aposta portista, um jovem de cotação altíssima, apontado ao futuro do escrete, até pela importância ganha na seleção olímpica.

 

«Fico muito feliz vendo Pepê abraçar esse novo desafio na carreira. É um amigo muito humilde e trabalhador. Torço muito para que as coisas aconteçam sempre da melhor forma possível na vida dele. É um grande passo que está a dar e tenho certeza que ele vai dar muitas alegrias aos adeptos do FC Porto, assim como deu a todos os gremistas», afiança Jean Pyerre, 22 anos, um ano mais novo que Pepê, outro dos talentos maiores do tricolor com uma das cláusulas de rescisão mais elevadas de um futebolista no Brasil. Um clube europeu que queira contratar o médio-ofensivo, 39 jogos e 8 golos em 2020, pode ser obrigado a ir até aos 120 milhões de euros. Pepê e Jean Pyerre são a garantia de prosperidade económica do Grêmio. Um está já de partida por 15 milhões.

 

«O Pepê é um atacante de muita velocidade e qualidade na definição nas jogadas. É o tipo de atleta que consegue romper a linha de defesa com uma movimentação rápida, fazendo o ‘facão’, colocando-se em posição favorável para finalizar ou dar assistências. Além do drible em velocidade onde ele é um grande especialista», destaca Jean Pyerre, fazendo uso do ‘facão’, arte e poder de desmarcação. Foi, desta forma, que o novo reforço do FC Porto deixou a sua primeira assinatura de golo no futebol profissional. Diante do Atlético Mineiro, última jornada do Brasileirão de 2017, estavam os craques da equipa em viagem para o Mundial de Clubes. Oportunidade a vários sub-23. O passe foi feito a rasgar do meio-campo por Jean Pyerre. Os dois desenharam aí um lugar ao sol.
 

Leia o artigo completo na edição impressa ou digital de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (12)

Últimas Notícias