«Lucas Veríssimo? O negócio está feito, tudo assinado, será uma questão de momento»

Brasil 27-01-2021 23:26
Por Redação

O presidente do Santos, Andrés Rueda, desvalorizou a decisão do Governo português suspender os voos de e para o Brasil, que poderia levar ao adiamento da viagem de Lucas Veríssimo para o nosso País, a fim de reforçar o Benfica.

«Acho que é um problema entre o jogador e o Benfica. Não podemos ter ingerência. É um caso de força maior. Acredito que o Benfica deve ter contatos com o Ministério da Saúde para encontrar alguma alternativa, mas não sei como será», disse Andrés Rueda, em declarações à Sport TV, deixando a garantia: «O negócio está feito, tudo assinado, será uma questão de momento.»

O dirigente não deixou, no entanto, de brincar: «Em tom de brincadeira posso dizer que o Lucas pode ficar até ao final do Mundial, que vai ser disputado no Qatar, e depois vai diretamente para Portugal. Acredito que não deve haver essa restrição na fronteira.»

O central brasileiro, garantido pelos encarnados por 6,5 milhões de euros, tinha viagem prevista para Portugal a 1 de fevereiro, depois de participar na final da Taça dos Libertadores, que o Santos vai disputar com o Palmeiras.

O Governo de Portugal, recorde-se, anunciou que vai suspender as ligações aéreas de e para o Brasil, uma decisão que entra em vigor à meia-noite desta sexta-feira e prolonga-se, pelo menos, até 14 fevereiro.

Ler Mais
Comentários (44)

Últimas Notícias

Mundos