Pelé ainda era Edson e vestiu-se de Vasco no primeiro jogo contra portugueses

Brasil 23-10-2020 13:12
Por Bruno Andrade

Edson Arantes do Nascimento, ou simplesmente ainda Edson, era um miúdo de apenas 17 anos que começava a dar o que falar no Santos quando defrontou pela primeira vez na carreira uma equipa portuguesa.

Em julho de 1957, o emblema da Baixada Santista foi chamado a participar na Taça Morumbi, um torneio internacional com partidas no Rio de Janeiro e em São Paulo. Na ocasião, o Belenenses foi convidado para ser o representante de Portugal.

Numa parceria que era normal na altura, Santos e Vasco acabaram por formar uma só força dentro de campo. Fizeram uma mescla de jogadores para disputar a competição amigável, que contava ainda com três outras equipas brasileiras (Corinthians, Flamengo e São Paulo), uma italiana (Lazio), uma espanhola (Sevilha) e uma croata (Dínamo Zagreb).

Além daquele que muito em breve viria a ser "Pelé", que nesta sexta-feira, 23 de outubro de 2020, completa 80 anos de vida, o “Combinado Vasco-Santos” tinha mais destaques de peso, como, por exemplo, o central Bellini e o avançado Pepe.

 


Com a camisola vascaína, o onze paulista-carioca não encontrou obstáculos para golear o Belenenses no Maracanã. O “Rei do Futebol”, obviamente, foi o grande nome do confronto, tendo apontado três golos - o último deles foi “uma pintura”, conforme descrito pela imprensa local. Matateu descontou para os azuis do Restelo.

No total, a contar a goleada de 1957, Pelé jogou 16 vezes diante de portugueses. Fez, inclusive, o mesmo número de golos: 16. Pelo Santos, em nove partidas, nunca perdeu: sete vitórias e dois empates. Os encontros mais importantes aconteceram na Taça Intercontinental de 1962, com dois triunfos: 3-2, no Maracanã, e 5-2, na Luz.

Já pela seleção brasileira, a campanha, apesar de favorável, conta com um “duro golpe” a nível histórico. Em sete duelos, foram quatro vitórias, um empate e duas derrotas. Entre os tropeços, o mais marcante ocorreu em Inglaterra, no Mundial de 1966. Ainda na fase de grupos, os portugueses, capitaneados por Mário Coluna, António Simões e Eusébio, bateram os brasileiros por 3-1 e garantiram o apuramento aos quartos - o Brasil, por sua vez, acabou eliminado.

 

HISTÓRICO PELÉ - PORTUGUESES

1957 - Santos+Vasco 6-1 Belenenses (3 golos)
1957 - Santos 3-2 Benfica (1 golo)
1959 - Sporting 2-2 Santos (1 golo)
1960 - Brasil 4-0 Portugal (1 golo)
1961 - Santos 6-3 Benfica (2 golos)
1962 - Santos 3-2 Benfica (2 golos)
1962 - Benfica 2-5 Santos (3 golos)
1962 - Brasil 2-1 Portugal (Não marcou)
1962 - Brasil 1-0 Portugal (1 golo)
1963 - Portugal 1-0 Brasil (Não marcou)
1964 - Brasil 4-1 Portugal (1 golo)
1965 - Portugal 0-0 Brasil (Não marcou)
1966 - Brasil 1-3 Portugal (Não marcou)
1966 - Santos 4-0 Benfica (1 golo)
1968 - Santos 4-2 Benfica (Não marcou)
1968 - Santos 3-3 Benfica (Não marcou)

TOTAL:
16 jogos - 11 vitórias, 3 empates e 2 derrotas - 16 golos

Ler Mais
Comentários (18)

Últimas Notícias