Bolsonaro contra a corrente critica isolamento social e fecho de escolas

Brasil 25-03-2020 14:29
Por Redação

Jair Bolsonaro afirmou esta terça-feira, em pronunciamento na televisão, que a vida dos brasileiros deve continuar a fim de que os empregos sejam mantidos diante da pandemia de coronavírus. Uma posição alinhada com a de Donald Trump, nos Estados Unidos, que pensa abrir o país na Páscoa.

 

«Temos de conter o pânico, a histeria. E, ao mesmo tempo, traçar a estratégia para salvar vidas e evitar o desemprego em massa. O sustento das famílias deve ser preservado. Devemos voltar à normalidade. Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, como proibição de transportes, fecho de comércio e confinamento em massa», disse, contrariando ordens de governadores estaduais.

 

Enquanto decorria o discurso, muitos brasileiros realizaram aquilo que é conhecido como panelaço - foram tocar tachos e panelas para a varanda como forma de protesto. É que o presidente brasileiro foi mais longe ao ignorar as recomendações para evitar as transmissões do vírus:

 

«O que se passa no mundo tem mostrado que o grupo de risco é o das pessoas acima dos 60 anos. Então, por quê fechar escolas? Raros são os casos fatais de pessoas sãs, com menos de 40 anos de idade. Devemos, sim, é ter extrema preocupação em não transmitir o vírus para os outros, em especial aos nossos queridos pais e avós. Respeitando as orientações do Ministério da Saúde.»

 

 

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais

Últimas Notícias