Black Bulls de Inácio Soares tira barriga de miséria

Moçambique 04.07.2022 11:43
Por Alexandre Zandamela, Maputo

Desta vez, sim! Foi um campeão verdadeiramente à... campeão! Ferido no seu orgulho, quando a Associação Desportiva de Vilankulo, em pleno Tchumene, adiantou-se no marcador, o Black Bulls puxou dos seus galões e arrancou um triunfo convincente por 3-1.


Em desafio realizado este sábado, a contar para a sexta jornada do Campeonato Moçambicano de Futebol da 1ª Divisão, a formação treinada pelo português Inácio Soares entrou muitíssimo bem, remetendo o adversário a mero papel de figurante, contudo, sem conseguir concretizar as inúmeras situações de golo que criou.


Com o desenrolar dos acontecimentos, a AD Vilankulo foi acreditando nas suas capacidades e cresceu em campo, através de contra-ataques venenosos. Aos 40 minutos, por  Victor, abriu o activo, para desconsolo dos “touros”.


No regresso do intervalo, viu-se um Black Bulls absolutamente transfigurado, mais empreendedor e mais eficiente do ponto de vista atacante. Aí, os vilankulenses definharam e baixaram a crista. Primeiro, aos 56 minutos, foi o regressado Kadre a marcar, para o empate, tendo depois Melque (67’) e Victor (82’) assinado os tentos do golpe da misericórdia.


De vento em popa continua a União Desportiva do Songo, que este domingo somou a sexta vitória consecutiva, ao receber e vencer o lanterna vermelha Matchedje de Mocuba por 2-1. Dayo abriu o activo decorridos 16 minutos, Joaquim empatou aos 38, naquele que foi o primeiro golo sofrido pelos tetenses no presente Moçambola, e Lau King, aos 69, sentenciou o marcador, para gáudio dos adeptos presentes no Estádio da HCB.


Quem não quis ficar atrás foi o Costa do Sol, que, apesar de ter sofrido a bem sofrer, derrotou o Ferroviário de Lichinga por 2-1. Widson (29’) marcou para os canarinhos, Vivaldo (61’) empatou e, na transformação de uma grande penalidade, Telinho (77) fechou a contagem.


No caldeirão do Chiveve, a partida entre Ferroviário da Beira e Ferroviário de Nampula não correspondeu à expectativa, com o nulo a castigar a ineficiência de ambos os contendores e os locomotivas nortenhos do português Nélson Santos mais atrasados em relação ao comando.


O Ferroviário de Maputo, a jogar no seu Estádio da Machava, pode ter dado um pontapé na crise. Os locomotivas derrotaram a Liga Desportiva de Maputo por uma bola sem resposta, tento apontado por Celso, aos 10 minutos, enquanto o Ferroviário de Nacala foi ao canavial de Xinavane vencer o Incomáti também por 1-0, golo da autoria de Dinis, de penalty.


Resultados da 6ª jornada:

Black Bulls-AD Vilankulo                                         3-1

Ferroviário de Maputo-Liga Desportiva                     1-0

UD Songo-Matchedje de Mocuba                              2-1

Costa do Sol-Ferroviário de Lichinga                         2-1

Ferroviário da Beira-Ferroviário de Nampula            0-0

Incomáti de Xinavane-Ferroviário de Nacala             0-1


Classificação: UD Songo 18 pontos, Costa do Sol 14, Ferroviário de Nampula 11, Black Bulls nove, Ferroviário de Nacala nove, Ferroviário de Lichinga oito, Ferroviário de Maputo oito, AD Vilankulo seis, Ferroviário da Beira seis, Liga Desportiva de Maputo cinco, Incomáti quatro e Matchedje de Mocuba um ponto.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias