ACNUR criou centro de quarentena para refugiados congoleses em Angola

Angola 02-04-2020 13:21
Por Lusa

O Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) criou um centro de quarentena para a covid-19, no assentamento do Lóvua, onde se encontram mais de 6.000 refugiados da República Democrática do Congo (RDCongo).

 

Segundo a chefe da Área de Relações Externas do ACNUR em Angola, Juliana Ghazi, apesar de não ter sido registado nenhum caso suspeito do novo coronavírus, como medida preventiva, foi criado um centro de quarentena e estão a ser formados trabalhadores da comunidade para a triagem de casos.

"Estamos a estabelecer ainda mais medidas para que se consiga evitar que a covid-19 chegue ao assentamento, a gente não tem nenhum caso registado ainda e esperamos que continue assim", acrescentou.

Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Últimas Notícias