Autoridades declaram surto de cólera após 12 mortos em Cabo Delgado

Moçambique 21-02-2020 18:51
Por Lusa

O Ministério da Saúde moçambicano declarou um surto de cólera na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, após registar 12 óbitos.

 

«Os casos começaram a chegar em massa e em dias consecutivos, então decidimos isolar as pessoas, fizemos as análises e confirmamos que era cólera», disse Anastácia Lidimba, diretora de saúde na província de Cabo Delgado.

 

Os distritos de Macomia, Mocímboa da Praia e Ibo registaram, desde janeiro, mais de 200 casos de diarreia, na sequência das chuvas que caem na província.

 

«Em fevereiro morreram 12 pessoas, seis no distrito do Ibo e as restantes em Macomia», revelou a diretora.

 

«Não fizeram 24 horas connosco. Perderam a vida logo que chegaram à unidade sanitária, pela distância que levaram da comunidade até aqui…», lamentou.

 

Segundo Anastácia Lidimba, o dilema é frequente em toda a época chuvosa naquela província, o que se deve a problemas de saneamento, consumo de água imprópria e falta de casas de banho.

 

«Os serviços de saúde da província estão a fazer campanhas de sensibilização, limpeza e distribuição de purificadores de água, visando reduzir o impacto do surto da cólera em Cabo Delgado», avançou a diretora.

 

Desde que arrancaram as campanhas, «o número de entradas nas unidades sanitárias reduziu», concluiu Anastácia Lidimba.

 

O mau tempo que se regista na província afetou cerca de 10 mil pessoas, além da destruição de várias infraestruturas, com destaque para o desabamento da ponte sobre o rio Montepuez, entre outras infraestruturas.

 

Entre os meses de novembro e abril, Moçambique é ciclicamente atingido por ventos ciclónicos oriundos do Índico e por cheias com origem nas bacias hidrográficas da África Austral.

 

A atual época das chuvas em Moçambique, de outubro a abril, já matou 54 pessoas, devido a desastres naturais (sobretudo raios e inundações), e afetou cerca de 65 mil, muitas com habitações inundadas, segundo dados do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades.

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais

Últimas Notícias