Isabel dos Santos constituída arguida em Angola

Angola 22-01-2020 20:32
Por Redação

A empresária angolana Isabel dos Santos foi constituída arguida por alegada má gestão e desvio de fundos durante a passagem pela petrolífera estatal Sonangol, anunciou, esta quarta-feira, a Procuradoria-Geral da República de Angola (PGR).

 

O anúncio foi feito pelo procurador-geral, Heldér Pitta Grós, em conferência de imprensa, em Luanda.

 

«Posso adiantar que este processo já foi transformado em processo-crime e que algumas pessoas foram constituídas como arguidas, nomeadamente a senhora Isabel dos Santos», afirmou Pitta Grós.

 

Em causa, explicou o PGR de Angola, «estão suspeitas de crimes como branqueamento de capitais, falsificação de documentos, abuso de poder e tráfico de influências».

 

Sobre estes arguidos, Pitta Grós disse haver suspeitas de que tenham funcionado como testas de ferro para negócios de Isabel dos Santos.

 

«São pessoas cujos nomes aparecem sim, mas são de fachada, já que as empresas pertencem, de facto, a Isabel dos Santos», acrescentou Heldér Pitta Grós.

 

A notícia surge no mesmo dia em que se soube que Hélder Pitta Grós vem a Portugal para se encontrar com a homóloga portuguesa, Lucília Gago, já esta quinta-feira.

 

Comentários na net? Nem vê-los….! «Não me compete fazer comentários, não faço comentários sobre investigações judiciais em Portugal, quanto mais noutro país», assinalou.

 

                                                                                                                                                                     

Ler Mais

Últimas Notícias