Desfile em Luanda evoca 40 anos de Independência de Angola

Angola 11-11-2015 10:09
Por Sérgio Costa, em Luanda
A Praça da República de Angola, em Luanda, recebeu esta manhã milhares de pessoas para o desfile evocativo do 40.º aniversário da Independência de Angola, que hoje se assinala.

O Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, acompanhado pela esposa, Ana Paula Santos, começou por render homenagem a Agostinho Neto, líder do movimento de libertação, fundação da Nação angolana e primeiro Presidente da República, depositando uma coroa de flores junto ao seu sarcófago.

A banda das Forças Armadas e a orquestra sinfónica Kapossoka juntaram-se para o Hino Nacional, que antecedeu o desfile cívico e militar, que envolveu 6500 pessoas a marchar.

Destaque para o desfile dos antigos combatentes, dos três ramos das Forças Armadas, da Polícia Nacional e de membros de representantes das diversas forças sociais, culturais e económicas de Angola, como bem demonstrado na presença das quitandeiras e os cestos de produtos agrícolas transportados na cabeça.

Na Tribuna de Honra estiveram presentes os chefes de Estado de Moçambique, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe, África do Sul, Botswana, Congo, RD Congo e Namíbia, além dos vice-presidentes de Brasil e Cuba e dos primeiros-ministros de Cabo Verde, Guiné Equatorial e Mali.

Portugal também se fez representar diplomaticamente, tal como Zimbabué, Senegal, Nigéria, Zâmbia, Gana, China e Vietname.



Fotos de Sérgio Costa/ASF
Ler Mais

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Últimas Notícias