83 por cento das contratações de Jesus foram feitas no mercado internacional

Benfica 01-04-2021 12:45
Por Rogério Azevedo

Não é usual o Benfica contratar muitos jogadores no mercado nacional. Nas últimas cinco épocas, por exemplo, quando Jorge Jesus não vestia de vermelho, foram 17 as aquisições. E só duas com êxito total: Ederson e Rafa. Com o regresso de JJ à Luz, apenas a de Helton Leite - e que já tinha sido garantido antes da contratação do técnico.


Das 72 contratações com Jesus a treinador, 60 foram executadas fora de Portugal: 83 por cento. Muitas com êxito total (Fejsa, Markovic, Siqueira, Gaitán, Salvio, Júlio César, Eliseu, Jonas, Samaris, Talisca, Garay, Matic, Witsel, Bruno César, Nolito, Rodrigo, Javi Garcia, Ramires ou Saviola), outras que foram autênticos flops (Funes Mori, Mitrovic, Carole, José Luis Fernández, Jonathan Rodriguez, Benito, César, Keirrison ou Shaffer, por exemplo). É a vida de um treinador. Acerta e falha.


Leia mais na edição impressa e digital de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (12)

Últimas Notícias