Empréstimos com pouco rendimento

Benfica 30-03-2021 10:34
Por Rui Miguel Melo

A época de 2020/2021 marcou uma mudança drástica na política desportiva do Benfica. Coincidiu com o regresso de Jorge Jesus, um investimento financeiro e desportivo pesado (€100 milhões) depois do título perdido para o FC Porto. A aposta na formação foi diminuída, com a maioria dos jovens do Seixal sem espaço com Jesus a terem de rodar fora da Luz.


A estratégia da SAD passou por apostar em clubes estrangeiros, a maioria sem cláusulas de opção de compra, o que dava abertura a uma negociação futura em caso de valorização dos ativos ou a um regresso à base com os jogadores noutro patamar competitivo. A dois meses do final da época, a estratégia parece não ter tido êxito. Poucos atletas aproveitaram 2020/2021 para se afirmar noutros emblemas. Além disso, nesta fase, muitos destes jogadores não entusiasmam Jesus e só nova mudança desportiva pode devolver-lhes espaço no plantel.


Campeões com Bruno Lage em 2018/2019, Florentino, Gedson, Jota e Ferro deixaram a Luz, o central apenas em janeiro, uma vez que não contava para JJ. Da cantera do Seixal há ainda os casos de Tomás Tavares, cuja estreia aconteceu na Champions contra o RB Leipzig, ou Tiago Dantas. De todos o mais utilizado é Jota, com 13 jogos pelo Valladolid e dois golos marcados. Ferro tem apenas duas partidas pelo Valência, ambas no campeonato, com o central de 24 anos a não fazer parte das escolhas habituais do treinador Javi Gracia.


Caso mais estranho é o de Florentino. Em 2020/2021, o médio de 21 anos tem mais minutos pela seleção sub-21 (entre qualificação e fase final do Europeu) do que pelo Mónaco. Tino percebeu que teria poucas possibilidades com Jesus, e a proposta do Principado contemplava um salário três vezes superior. Mas o internacional sub-21 nunca convenceu Nico Kovac. O treinador croata não abdica da dupla Fofana-Tchoumeni, e Florentino chega a abril com apenas oito jogos. Ainda assim, Kovac impediu a saída de Florentino para o Valência em janeiro. Passou o mercado e o médio continua de fora. Para já tem ordem para se apresentar no Seixal na próxima época.


Leia mais na edição impressa e digital de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (66)

Últimas Notícias