Revelado o relatório preliminar sobre a morte de Maradona

Argentina 08:56
Por Redação

Peritos forenses deram a conhecer os dados preliminares sobre a causa de morte de Diego Armando Maradona.

El Pibe, de 60 anos, pode ler-se que «uma insuficiência cardíaca aguda, num paciente com cardiomiopatia dilatada, insuficiência cardíaca congestiva crónica gerou edema agudo de pulmão». «Não houve qualquer indício de violência», explicou ainda John Broyad, responsável da morgue de San Fernando, onde os restos mortais do antigo jogador foram examinados.

O diário argentino Olé revela ainda pormenores sobre o último dia de vida do astro argentino. Maradona levantou-se bem, tomou o pequeno-almoço, deu uma caminhada e voltou a deitar-se para recuperar energias. Estava acompanhado por um psicólogo, uma psiquiatra e pela enfermeira, que seguia a sua recuperação desde que foi operado a um edema cerebral no passado dia 4 de novembro.

Ao meio-dia (15 horas em Portugal Continental), quando o foram acordar para lhe dar a medicação, Maradona já não respondeu. Segundo testemunhos recolhidos no bairro onde se situava a casa de El Pibe, logo começaram a chegar ambulâncias, nove no total, mas nada havia a fazer. O coração de Maradona tinha deixado de bater.

Ler Mais
Comentários (20)

Últimas Notícias

Mundos