Gabinete jurídico prepara recursos por Amorim e Varandas

Sporting 21-10-2020 10:08
Por Redação

A SAD do Sporting estava preparada para, durante o dia de ontem, ser informada do castigo a Rúben Amorim, expulso antes do intervalo do clássico com o FC Porto, bem como do já aguardado processo disciplinar a Frederico Varandas pelas declarações do presidente leonino após essa partida, e avançar para o recurso - ou recursos.

 

A verdade é que, ao contrário do que é habitual, o mapa de castigos do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) não foi publicado ontem.

 

Ainda assim, e por ter sido expulso pelo árbitro Luís Godinho, o treinador do Sporting, Rúben Amorim, deve ser alvo de suspensão, faltando agora saber o número de dias decidido pelo organismo. No entanto, e seja qual for o castigo, o treinador do Sporting fará parte da comitiva que na sexta-feira parte rumo aos Açores, onde os leões defrontam no sábado o Santa Clara, ficando num camarote do estádio.

 

Já Frederico Varandas será alvo, sabe A BOLA, de um processo instaurado pelo mesmo Conselho de Disciplina e após participações, quer do Conselho de Arbitragem da FPF, quer da Associação de Árbitros de Futebol (APAF), pelas declarações públicas no final do clássico.

 

Fonte do Sporting, contactada ontem por A BOLA, remeteu qualquer reação para mais tarde, apenas depois de serem conhecidos então as sanções a treinador e presidente.

 

No entanto, de acordo com o que o nosso jornal apurou, já ontem o departamento jurídico do Sporting reunia todos os dados disponíveis para, mal sejam conhecidos os castigos, preparar o recurso de Frederico Varandas e, muito provavelmente, também o de Rúben Amorim.

Ler Mais
Comentários (21)

Últimas Notícias