Stromp confirma prémio a Varandas

Sporting 20-11-2019 13:52
Por António Barroso

Teve lugar ontem à noite mais um encontro do Grupo Stromp, uma reunião que durou mais de três horas, num hotel de Lisboa, e que confirmou Frederico Varandas como Prémio Stromp 2019 para dirigente do ano. Uma atribuição que vem na linha do que tem acontecido no passado, em que os presidentes do clube acabam por receber a importante distinção do universo sportinguista - exceção feita a José Eduardo Bettencourt, que não recebeu o galardão enquanto líder, por já o ter recebido e por fazer parte do grupo.


Foram no entanto algumas as ausências notadas no encontro de ontem à noite, com especial destaque para um dos candidatados derrotados nas eleições do Sporting em setembro de 2018, José Maria Ricciardi, que consciente da decisão já tomada optou por não marcar presença. Presentes estiveram 35 dos 53 elementos do grupo, entre eles dois ex-candidatos às referidas eleições do ano passado, João Benedito e Dias Ferreira, bem como o antigo presidente José Roquette.


Os 42 premiados vão ser divulgados apenas hoje mas sabe A BOLA que Bruno Fernandes será Prémio Stromp futebolista do ano, escolha consensual, ao contrário de Varandas, que teve vozes contra - os campeões europeus em 2019 (futsal; hóquei em patins; judo; atletismo, cross feminino; goalball, masculino e feminino) também recebem os prémios a 18 de dezembro.


O presidente do Grupo Stromp, Tito Arantes Fontes, já perto da meia noite falou a A BOLA, destacando «a obra do presidente» Varandas, apontando à reestruturação financeira e às taças no futebol, a de Portugal e a da Liga. «Com João Rocha, em 13 anos, foram conquistados 12 ou 13 títulos europeus. Agora, em pouco mais de um ano, foram oito», destacou Tito Arantes Fontes, remetendo o anúncio de novos membros do grupo para as próximas horas.

Ler Mais
Comentários (30)

Últimas Notícias