Jogadores da seleção recusam jogar amigável com o Perú devido a protestos no país

Chile 15-11-2019 00:06
Por Redação

Os futebolistas do Chile decidiram não jogar no amigável com o Perú, que irá decorrer no dia 20 deste mês, na sequência dos protestos violentos que têm vindo a assolar o território chileno, segundo avançou, esta quarta-feira, a federação de futebol daquele país.

 

«Os jogadores convocados para a seleção nacional decidiram não defrontar a seleção do Perú. A decisão foi tomada pela equipa após a reunião desta manhã [de quarta-feira]», lê-se numa nota divulgada pelo organismo.

 

O guarda-redes Claudio Bravo, Manchester City e o médio Arturo Vidal, do Barcelona, que integram a seleção chilena, já haviam demonstrado o seu apoio aos protestos do Chile que têm vindo a desafiar o Presidente Sebastian Piñera nas últimas três semanas. A federação de futebol do Chile afirmou, no mesmo comunicado, que os jogadores são livres de regressar aos seus clubes. 

 

«Os jogadores reuniram-se e tomaram a decisão por solidariedade com os acontecimentos do país. É uma decisão respeitável», explicou o selecionador chileno, Reinaldo Rueda, em conferência de imprensa, após a divulgação do comunicado.

 

Ler Mais
Comentários (2)

Últimas Notícias