«Os nossos adversários estão muito mais preocupados…»

Flamengo 14-11-2019 08:18
Por Redação

Jorge Jesus recusa-se a dramatizar o empate do Flamengo com o Vasco da Gama, reconhecendo mérito à equipa que, pela primeira vez desde que o português assumiu o comando técnico do mengão, impôs quatro golos num jogo ao líder do Brasileirão.

 

«Quem veio ao Maracanã ver o jogo, independentemente da equipa, saiu daqui com um espetáculo, um excelente jogo. Para o Flamengo foi um resultado amargo. Mas somámos mais um ponto, poderiam ser mais dois, mas estamos a cinco jornadas do final. Independentemente dos objetivos de cada um, um dérbi é sempre complicado, em qualquer país, seja no Brasil ou em Portugal. Tudo se altera, tudo se transforma, e normalmente quem está mais em baixo na classificação transforma-se ainda mais», começou por analisar, em conferência de imprensa.

 

«Eu, como treinador, tenho preocupações e vamos tentar corrigir a equipa defensivamente. Mas o setor ofensivo do Flamengo faz com que os adversários errem. O Vasco fez que a nossa defesa errasse mais do que o habitual. Vou analisar. Mas o futebol tem de ser valorizado. A nossa equipa, quando perde a bola, sabe reorganizar-se rapidamente. E, hoje, não soubemos reorganizar-nos rapidamente. E isso foi um dos motivos por termos sofridos quatro golos», apontou.

 

O empate, garante Jorge Jesus, em nada irá abalar a confiança da equipa na caminhada rumo ao desejado título.

 

«Os jogadores são humanos, têm sonhos, ansiedades... Portanto, cabe-me fazer com que seja uma equipa mais racional do que emotiva. Hoje, perdemos um pouco do equilíbrio emocional e tático. É isso que um treinador tem de sentir e passar para os seus atletas. Quando se está num clube que em 25 ganhou só um campeonato (2009), não está habituado a ganhar. Portanto, quando não está habituado, desconfia-se de tudo. E não é isso que vai acontecer com os meus jogadores. Tenho a certeza», afiançou.

 

E, lembrou, a liderança do Brasileirão é do Flamengo. Com confortável vantagem de onze pontos para o Palmeiras (tem menos um jogo).

 

«Abordamos aqui o que não fizemos bem e aquilo que não fizemos tão bem. Saímos com a sensação de que poderíamos ter ganho o jogo. Mas também com a certeza que não perdemos há 23 jogos, somos líderes e os nossos adversários estão muito mais preocupados do que nós», atirou.

Ler Mais
Comentários (23)

Últimas Notícias