«Estado obriga enfermeiros a devolver dois mil euros em salários» - Jornal de Notícias

Revista de Imprensa 15-10-2019 08:47
Por Redação

«Cerca de 200 enfermeiros estão a ser chamados pelas administrações hospitalares, por ordem do Ministério da Saúde, a devolver os aumentos salariais resultantes do descongelamento das progressões nas carreiras da Função Pública, iniciado em 2018. Têm de devolver 1950 euros num ano e meio.

 

A devolução pode abranger um universo "superior a 20 mil enfermeiros", segundo fonte do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), pois vários hospitais do país já notificaram os profissionais do entendimento do Governo. Contudo, só quatro Centros Hospitalares começam este mês, ou já estão a descontar, o valor dos aumentos entregues desde janeiro de 2018.

 

A devolução resulta de uma circular da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), datada de fevereiro deste ano, que só agora começou a ser aplicada pelos hospitais de Trás-os-Montes e Alto Douro, Guimarães, Penafiel e IPO do Porto.

 

Na prática, a ACSS alega que o reposicionamento da tabela salarial dos enfermeiros, ocorrido entre 2011 e 2015, já contou como progressão e que deve ser reiniciada a contagem de pontos. Sem pontos, os enfermeiros ficam inelegíveis para o descongelamento em curso. "Os pontos são contados a partir da última alteração de posicionamento remuneratório do trabalhador", lê-se na circular da ACSS.»

 

Ler Mais

Últimas Notícias