«Lito fica enquanto quiser», garante Vítor Murta

Boavista 10-10-2019 19:24
Por Pedro Cadima

Invicto ao cabo de sete jornadas, o Boavista está em alta e o trabalho de Lito Vidigal, já amplamente meritório na reta final da última temporada, tem sido razão de muitos elogios, ontem reforçados pelo presidente do clube, Vítor Murta, falando à margem de um convívio patrocinado com os jornalistas.
 

«Vamos até onde os pontos nos deixarem. Quando não se ganha, empata-se e, assim, se mantém um ciclo positivo. Futebol bonito são pontos, se juntarmos nota artística melhor. Somos o quarto grande e sabemos qual é o nosso lugar, aquele que nos foi retirado de forma injusta», disse o líder do Boavista, anunciando uma renovação já feita de forma sentimental, pela palavra.
 

«Está cá enquanto quiser! É nossa intenção que permaneça muitos anos até porque o único segredo do futebol é a estabilidade. Já estamos a projetar as próximas épocas», registou Vítor Murta, gabando o técnico pela conjugação de esforços na valorização de ativos, com ênfase na venda de Gonçalo Cardoso, por valor recorde de três milhões.
 

Ao discurso ambicioso do presidente, Lito Vidigal respondeu sem tremuras…e sem fintar as responsabilidades.
 

«Eu gosto de pressão, sempre vivi bem com a pressão, é pressão positiva, se não há pressão nas minhas equipas, sou o primeiro a meter pressão, e também digo já que meto pressão no presidente. A pressão que ele mete em mim é a mesma que meto nele. Temos, sobretudo, de ser estáveis, sem euforias, nas vitórias, nem histerismos nas derrotas», declarou o timoneiro das panteras, reconhecendo a convergência quanto a uma renovação.

«Há absoluta sintonia entre nós na forma de pensar o futebol do Boavista. Vamos sentar com calma, há vontade das duas partes e nunca terei dificuldades em chegar à acordo com o Boavista», resumiu Lito Vidigal.

Ler Mais
Comentários (5)

Últimas Notícias