Rodrigo e a saída do treinador: «Nem ele sabia…»

Valência 10-10-2019 11:47
Por Redação

A saída de Marcelino Toral do comando técnico do Valência, há um mês, surpreendeu jogadores e até o próprio treinador, revelou Rodrigo Moreno.

 

«Ninguém estava à espera, nem sabíamos de nada. No dia anterior treinámos normalmente. Na manhã seguinte, a Imprensa começou a noticiar e pensávamos que era mentira. Foi tudo muito estranho e inesperado, nem ele [Marcelino] sabia», começou por dizer em entrevista ao jornal ABC.

 

«Os primeiros dias [após a saída de Marcelino] não foram fáceis, não porque estávamos contra Celades [substituto], algo que foi dito e é totalmente falso. Somos profissionais, mas também somos pessoas e tínhamos estabelecido uma relação com o treinador durarnte duas épocas que correram bem - vencemos o primeiro título [n.d.r. Copa do Rei] em muitos anos. Isso afetou-nos a nível pessoal, pareceu-nos estranho o “como” e o “porquê”», prosseguiu o avançado, de 28 anos.

 

A indignação manifestada junto do presidente Anil Murthy pareceu, por isso, natural: «Somos empregados do Valência, não temos o poder ou o direito de dizer ao presidente o que deve e não deve fazer com o clube. A verdade é que tudo nos pareceu injusto e não merecíamos que o assunto fosse tratado daquela forma. Se não contas com um treinador, seja porque motivo for, não podemos fazer nada. Mas pensamos que devíamos ter sido informados da situação, pelo menos, um minuto antes de ser anunciado.»

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias