Presidente do Tribunal Supremo apresentou demissão e João Lourenço aceitou

Angola 04-10-2019 12:14
Por Lusa

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, recebeu e aceitou hoje o pedido de renúncia apresentado pelo juiz conselheiro e presidente do Tribunal Supremo, Rui Ferreira, segundo um comunicado da presidência.

 

Esta nota não esclarece os motivos da demissão, indicando apenas que «foi aceite, no interesse da salvaguarda do bom nome da justiça angolana». O processo de substituição vai ter início nos próximos dias.

 

Rui Ferreira convocou hoje uma sessão extraordinária e urgente do plenário onde terá informado os juízes conselheiros sobre a sua decisão.

 

De acordo com uma carta de Rui Ferreira dirigida aos seus colegas e colaboradores mais próximos, a que a Lusa teve acesso, na origem da decisão está uma «campanha intensa de mentiras».

 

Na missiva, o juiz lamenta a «campanha intensa e cruel de mentiras, deturpação de factos, intrigas, calúnias e insultos» que diz terem lesado a sua reputação e dignidade, afetado a sua saúde e imposto «um sacrifício» à sua família.

 

Segundo o site de notícias Voz da América (VOA) o «pedido surge depois de muita pressão e da denúncia de casos de corrupção» contra Rui Ferreira.

 

Ainda segundo o VOA, Rui Ferreira foi acusado de estar envolvido em atos de corrupção para beneficiar a sua família, que o levaram a iniciar uma ação em tribunal contra o empresário Francisco Dias dos Santos (Kito dos Santos) que o acusou de usurpar os negócios do Grupo Arosfran.

Ler Mais

Últimas Notícias