Murphy e Williams na final de Guangzhou

Snooker 28-09-2019 22:30
Por António Barroso

O inglês Shaun Murphy, de 37 anos, 12.º da tabela (e campeão mundial em 2005), e o galês Mark Williams, de 44 anos, terceiro da hierarquia (e tricampeão mundial, em 2000, 2003 e 2018) qualificaram-se este sábado para a final do China Championship, prova da época 2019/2020 da World Snooker a decorrer até domingo, dia 29 do corrente mês, em Guangzhou, ao vencerem os seus encontros das meias-finais neste dia.

 

No primeiro duelo, Williams encontrou muito mais resistência do que se pensava da parte do iraniano Hossein Vafaei, de 25 anos, 41.º da hierarquia e a sensação da prova. O galês chegou a 3-0, depois a 4-1, e entrada centenária do asiático a limpar a mesa (134 pontos) permitiu-lhe reduzir para 2-4 antes do terceiro melhor do ‘ranking’ selar o 5-2 e ficar a um da final.

 

Mark Williams, favorito para o duelo, não se livrou de enorme susto, com o iraniano a vencer três parciais de rajada, a igualar 5-5 e forçar a ‘negra’, onde o galês acabou por prevalecer e vencer (6-5).

 

Na segunda meia-final, o duelo de ingleses entre Murphy, que vai na sua terceira final de rajada da época e em solo chinês – perdeu a do International Championship para Judd Trump, e a do Xangai Masters para Ronnie O’Sullivan -, e o compatriota Mark Selby, de 36 anos, quinto da hierarquia e tricampeão mundial (2014, 2016 e 2017), que defendia o título ganho em Guangzhou em 2018, não defraudou as elevadas expetativas.

 

Murphy confirmou o seu regresso aos bons velhos tempos e entrou de rompante: 3-0, para Selby atenuar e encostar depois, a 2-3 e 3-4, antes de Shaun arrancar, com dois parciais de rajada, para mais uma final esta temporada (6-3): a questão agora é se não há mesmo duas sem três (derrotas em finais) ou se à terceira é de vez (uma vitória). Até à data, em 27 confrontos de Shaun e Williams o inglês venceu 13, o galês 14: extremo equilíbrio...

 

O China Championship, prova da época 2019/2020 da World Snooker pontuável para o ‘ranking’, iniciou-se dia 23 e decorre até domingo, dia 29 do corrente mês, em Guangzhou (China).

 

O torneio distribui 751 mil libras (845.442 euros) de prémios, das quais 150 mil libras (168.863 euros) ao campeão e 75 mil libras (84.432 euros) ao vice-campeão.

 

Mark Selby venceu a prova, transmitida para Portugal (EuroSport) em 2018 - 10-9 a John Higgins na final - e, como Hossein Vafaei, levou para casa 32.500 libras (36.587 euros) por chegar às meias-finais da presente edição. A final, domingo, será à melhor de 19 parciais: é campeão o primeiro a vencer dez (de 10-0 a possíveis 10-9).

 

Meias-finais, este sábado (apurados a negro):

Mark Williams-Hossein Vafaei, 6-5

Mark Selby-Shaun Murphy, 3-6

 

Final do China Championship, domingo (hora de Lisboa):

Shaun Murphy-Mark Williams (7 e 12.30 horas)

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias