Escaldante Murphy-Selby nas ‘meias’ em Guangzhou

Snooker 27-09-2019 17:20
Por António Barroso

O inglês Shaun Murphy, de 37 anos, 14.º da tabela (e campeão mundial em 2005) ficou esta sexta-feira a um passo da sua terceira final consecutiva em torneios da época 2019/2020 da World Snooker e sempre na China, depois de ter marcado presença nos jogos decisivos do International Championship e Xangai Masters, ao vencer o anglo-norueguês Kurt Maflin, de 36 anos, 44.º da hierarquia, por 5-2, em encontro dos quartos de final do China Championship e apurar-se para as meias-finais do evento, em Guangzhou.

 

Nas meias-finais, o ‘mágico’ Murphy irá defrontar, em duelo de criar água na boca, o defensor do título em Guangzhou: o compatriota Mark Selby, de 36 anos, sexto da hierarquia e tricampeão mundial (2014, 2016 e 2017), que afastou nos quartos de final outro inglês, Barry Hawkins, de 40 anos, décimo da hierarquia, ao vencer por 5-4.

 

Impressionante o último jogo a concluir-se desta ronda, com um festival de snooker defensivo no sétimo parcial, a 3-3, em que Barry desperdiçou várias chances do 4-3 para si e viu Selby, o mais fantástico jogador a defender que o snooker terá conhecido, puni-lo e vencer, num  ‘frame’ que se arrastou por 50 minutos.

 

Mark teve a chance de fechar o duelo na oitava partida, mas parou nos 50 pontos (entrada de 46 pontos) e Hawkins veio com tudo para o 4-4 e forçou o decisivo nono parcial. No entanto, Selby não perdoou à primeira aberta: entrada de 98 pontos e avança a defender a sua coroa em Guangzhou para as ‘meias’, sábado, ante Murphy.

 

Sereno e sem grandes problemas seguiu o mais cotado no ‘ranking’ ainda em prova: o galês Mark Williams, de 44 anos, terceiro da hierarquia (e tricampeão mundial, em 2000, 2003 e 2018), mediu forças com o inglês David Gilbert, de 38 anos, 12.º da hierarquia, e triunfou por claros 5-1.

 

Williams defrontará nas ‘meias’ aquele que é já a sensação da prova, e único profissional não originário das ilhas britânicas: o iraniano Hossein Vafaei, de 25 anos, 41.º da hierarquia, que bateu o veterano (45 anos) inglês Joe Perry, 17.º da tabela mundial, por 5-3.

 

O galês ou o iraniano defrontarão um inglês na final: falta saber é qual, se Murphy ou Selby: nos 38 duelos já disputados entre ambos, Shaun venceu 16, Mark ganhou 20 e empataram dois (na Premier League).

 

O China Championship, prova da época 2019/2020 da World Snooker pontuável para o ranking, iniciou-se na segunda-feira, dia 23, e decorre até domingo, dia 29 do corrente mês, em Guangzhou (China). A prova, transmitida para Portugal (EuroSport) distribui 751 mil libras (847.377 euros) de prémios, das quais 150 mil libras (169.250 euros) ao campeão: Mark Selby venceu em 2018 (10-9 a John Higgins na final).

 

As meias-finais em Guangzhou, sábado, jogam-se à melhor de 11 possíveis partidas (de 6-0 a possíveis 6-5) e a final à melhor de 19 frames: é campeão o primeiro a vencer dez (de 10-0 a possíveis 10-9).

 

Quartos de final, esta 6.ª feira (apurados a negro):

Mark Williams-David Gilbert, 5-1

Hossein Vafaei-Joe Perry, 5-3

Mark Selby-Barry Hawkins, 5-4

Kurt Maflin-Shaun Murphy, 2-5

 

Meias-finais, sábado (hora de Lisboa):

Mark Williams-Hossein Vafaei (7 horas)

Shaun Murphy-Mark Selby (12.30)

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias