Francisco J. Marques volta ao ataque: «Paulo Gonçalves representava a SAD do Benfica»

FC Porto 10-09-2019 23:30
Por Redação

Na véspera de uma decisão em torno do chamado processo e-toupeira, Francisco J. Marques voltou a apontar o dedo ao Benfica

O diretor de comunicação dos dragões mostrou no Porto Canal uma carta, alegadamente assinada por Paulo Gonçalves com o carimbo do Benfica, enviada para o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

«Esta carta é datada de 14 de novembro de 2017, foi enviada pouco antes do jogo que se ia disputar, a 1 de dezembro, no Dragão, entre o FC Porto e o Benfica e o Benfica estava a tratar com o IPDJ e as autoridades policiais a organização dos comboios para trazer os seus adeptos. Reafirmo: esta carta é da Benfica SAD e é assinada 'Atentamente, pelo Conselho de Administração, o Assessor Jurídico, Paulo Gonçalves'», vincou, salientando:

 

«Mostra que, primeiro, Paulo Gonçalves representava a SAD do Benfica. Depois, prova que o Benfica apoia de forma ilegal claques não registadas e não inscritas como a lei portuguesa impõe.»

«Estamos perante um regime de exceção para com um clube.  Se há uma lei a que obriga a que as claques devem estar registadas, o Benfica não tem que a cumprir, mas acha que deve ter os mesmos direitos. E isto é ser-se maior que Portugal», apontou Francisco J. Marques.

Ler Mais
Comentários (99)

Últimas Notícias