Governo lança campanha de registo de nascimentos e óbitos

Angola 17-07-2019 13:39
Por Lusa

O Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos moçambicano lança hoje uma campanha de registo de nascimentos e óbitos, que vai abranger 1,4 milhões de pessoas em 18 distritos do país, anunciou a instituição em comunicado.

 

«A campanha tem o objetivo de promover a adesão ao registo de nascimento, como parte de um projeto de mobilização social", lê-se em nota de imprensa.

 

A campanha vai abranger atingir 18 distritos da cidade de Maputo, que tem estatuto de província, e das províncias de Maputo e Gaza, sul, Zambézia, centro, e Nampula, norte.

 

O projeto é financiado pelo Governo do Canadá e conta com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e da organização Save the Children International.

 

O Inquérito Demográfico e de Saúde (IDS) demonstrou que a percentagem de crianças registadas com menos de cinco anos aumentou de 31%, em 2008, para 55% em 2011.

 

A maioria das crianças moçambicanas não registadas é de famílias mais pobres e vive exposta ao risco de abuso e exploração, incluindo trabalho infantil, uniões prematuras e ingresso no mundo do crime, refere o comunicado.

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais

Últimas Notícias

Mundos