Natxo González entusiasmado com primeiro desafio fora de Espanha

Tondela 13:23
Por Arménio Pereira

José Ignacio González Sáenz foi apresentado esta manhã como novo técnico do Tondela para as próximas duas temporadas. Conhecido no mundo do futebol por Natxo González, o treinador espanhol de 52 anos é natural de Vitoria e orientou na época 2018/2019 na segunda Liga o Deportivo da Corunha.

 

O diretor desportivo, Luís Agostinho fez uma breve apresentação do técnico para dizer que Natxo González tem «uma carreira longa e esta será a sua primeira experiência internacional fora do país de origem. Estamos muito satisfeitos de o receber», desejando-lhe os maiores sucessos. O treinador do Tondela explicou as razões que o levaram aceitar o convite.

«Um projeto bonito, motivante, liderado por pessoas muito capacitadas e com muita ilusão que ainda mais me entusiasma». Natxo González referiu que toda a gente lhe falou bem do clube «dos seus 86 anos de história com uma grande última década e uma das três ou quatro equipas de Portugal que nunca desceu de divisão», destacou.

 

O treinador espanhol referiu também que lhe falaram bem, de Tondela, da sua população, portanto, «é um projeto muito interessante para mim», salientou.

 

Natxo González considera-se preparado para o desafio considerando um privilégio poder treinar na Liga em Portugal com grandes técnicos e grandes futebolistas. Motivação não falta ao técnico para trabalhar muito, mas também, «aprender sobre o futebol português porque tenho muitas coisas para aprender», lembrando que também ele pode contribuir com os seus conhecimentos.

 

Natxo González habituado a subir algumas equipas que treinou encarando a realidade do Tondela como um desafio ambicioso: «Para mim a nível profissional é uma motivação especial», destacou. Dentro do campo, o treinador espanhol gosta de apresentar um futebol atrativo em que se cuide bem da bola e desfrutar com futebolistas que partilhem essa filosofia de jogo. «Temos de saber se as duas partes estão com a mesma ideia e se vamos ser uma equipa com características para realizar esse tipo de futebol». Ainda, assim, não se considera um treinador de uma ideia fixa.

 

«Creio que as equipas que têm maior capacidade para se adaptar a diferentes registos são equipas mais completas. Uma palavra muito importante para mim é a fiabilidade. Quero uma equipa fiável». Para ele ter bola é perfeito, mas sempre em condições de contra-atacar essa é uma garantia de fiabilidade.               

 

Para esse registo futebolístico Natxo González considera importante poder contar também com futebolistas de qualidade que tratem bem a bola e que apresentem como uma das suas características mais importantes a velocidade. «Portugal tem um futebol que gosto muito, assente na verticalidade, transições rápidas, para isso temos que ter jogadores rápidos e com uma boa capacidade de resistência». O técnico gostava de poder contar jogadores bons tecnicamente, bons fisicamente, jovens, mas também reconhece que ter todos assim também é difícil.

 

O trabalho do treinador é ajudar todos a serem melhores para encararem com esperança o futuro referindo Natxo González que não se move por objetivos finais mas parciais até chegar a um objetivo final.

 

A restante equipa técnica ainda não está definida, apenas se conhecem dois nomes, o preparador fisco, Nuno Pereira que transita da anterior e o observador Ricardo Alves que já trabalhou em Tondela com Petit e Pepa. Natxo González vai trazer dois adjuntos de Espanha ficando a equipa técnica completa com um treinador de guarda-redes.

 

 

 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias