«Foram os piores 30 minutos da minha carreira»

Chaves 19-05-2019 19:47
Por Redação

José Mota estava resignado com o resultado de 2-5 frente ao Tondela, sendo que aos 30m o Tondela já vencia por 4-0.

 

«Às vezes o futebol tem disto. Quando achamos que estamos prontos, que sentimos o grupo focado, responsabilizado, consciente da importância do jogo e da forma de jogar do adversário, é quando acontecem certas coisas que não conseguimos compreender. Foram os piores 30 minutos que já tive na minha carreira, o adversário acabou por confirmar uma grande apatia ao nível de bolas paradas, segundas bolas, geral em termos de equipa. Quatro golos em quatro vezes que vão à nossa baliza, não pode acontecer. A margem de erro era mínima, mas afinal foi máxima. Foi incompreensível», disse, recordando que a equipa, ainda assim, até conseguiu reduzir», disse na flashinterview da SportTV.

 

«O Tondela soube aproveitar o que concedemos, foi um pouco espelho do Chaves esta época. Em certas alturas estamos determinados e noutras isto que fizemos hoje», referiu ainda, analisando o futuro na Liga 2:

 

«É um clube muito bom, que respeita os seus profissionais, está cimentado e merecia ficar na liga. Mas estes momentos de desatenção ao longo da época ditaram isto mesmo. Temos de pensar no futuro, o Chaves é um clube de primeira e tem excelentes condições de trabalho. Temos de aprender muito com esta época e refletir sobre o que fizemos.»

Ler Mais
Comentários (12)

Últimas Notícias