Silêncio sobre o essencial (artigo de Manuel Sérgio, 239)

Ética no Desporto 25-04-2018 20:56
Entre os habituais comentaristas do futebol, na TV, férteis e imaginosos compiladores cénicos de “faits divers”, encontram-se também perfeitos efabuladores da intriga; exemplos de uma vida emotiva e febril, ao serviço (dizem eles) de um incomparável amor clubista; e ainda impulsivos pacientes de uma “clubite” (terrível patologia) em último grau. Portugal é, com toda a certeza, o país do “orbe terráqueo” onde mais futebol se discute, na televisão e na rádio e nas redes sociais e nos jornais. E nos barbeiros, nas repartições públicas, nos consultórios dos dentistas, nos cafés, nos restaurantes, etc., etc. Quer isto dizer que adormecemos e acordamos ao som das sentenças de convictos e conceituosos sábios, no que ao futebol diz respeito. Por vezes, até o “bacalhau à Gomes de Sá” é mais futebol que bacalhau. O Aristóteles dizia que o homem é um “animal político”. Em Portugal, não - em Portugal, quase todos os portugueses (não há regra, sem exceção) são verdadeiros “futebólogos”, ou “futebologistas”, ou seja, especialistas na “ciência do futebol”. O português, de facto, tornou-se um “futebólogo”, ou um “futebologista”, no sentido mais insociável, mais irritante, mais faccioso, que estas duas palavras possuem. É que, porque sabem apontar os erros “clamorosos” dos senhores árbitros, porque sabem que existe o 4x3x3, o 4x4x2 , o 3x5x2, o 4x2x3x1 e o 4x1x3x2, julgam-se entre os mais indiscutíveis talentos da nossa “pós-modernidade” e, emotivos até à raiz dos cabelos, não temem qualquer viva, truculenta e sanguínea discussão sobre a técnica do Cristiano Ronaldo e do Messi, ou a tática do José Mourinho e do Guardiola, mesmo com um conceituado treinador de futebol. Pudessem eles ostentar as vernáculas qualidades de um prosador de eleição e voltaríamos a escutar as soberbas sonoridades da prosa camiliana…

Só que, para cientista, não chega ser homem de letras. E assim, porque também não são homens de letras, e de futebol não passam da expressão rápida e rude de uma grande ignorância, já cansa a incessante polémica, quero eu dizer: tanto clubismo cego, tanta competição sem valores. Por força das caricaturas inolvidáveis de Eça de Queirós, a sociedade portuguesa começou a rir-se de si mesma. Mas estes tristes comentaristas são demasiado depressivos e amargos, para acompanharem o que dizem de uma gargalhada sadia. Demais, julgam-se magistralmente versados, na explicação dos golos do Jonas e do Bas Dost, dos passes do Pizzi e do Bruno Fernandes, na compreensão da inteligência tática do Herrera e da pujança do Marega. Considero o desporto (como já o disse inúmeras vezes) com realce para o futebol, o espetáculo de maior magia no mundo contemporâneo. Chega a ser um instrumento precioso, em prol do que mais nobre a humanidade tem. Dói-me, porque muito o respeito, que tanta gente pretenda fazer do “desporto-rei” um instrumento mesquinho e grosseiro, ao serviço doutros interesses que não se confundem com a beleza moral dos ideais desportivos. E dói-me ainda (a mim que, nas décadas de 30 e 40, fiz do Estádio “José Manuel Soares”, ou das Salésias, a minha segunda casa) que possam qualificar-se, como desportistas, pessoas que tomaram de assalto o dirigismo desportivo, para servir-se, unicamente para servir-se, do desporto da “sociedade do espetáculo”. Perdeu assim o desporto português os seus grandes modelos, como o Dr. Salazar Carreira, como o Prof. Mário Moniz Pereira, como o Dr. Armando Rocha, como o Prof. Noronha Feyo, como o Prof. Celestino Marques Pereira, como o Prof. Leal d’Oliveira, como outros nomes ilustres, que hoje são sombras, para dar lugar a outros, que a vida remoça e fecunda e… que serão sombras também!

Se é verdade o que me vêm dizendo alguns estudiosos, foi a minha tese de doutoramento, intitulada “Para uma epistemologia da motricidade humana”, a primeira investigação que se conhece, em língua portuguesa, sobre “epistemologia do desporto”. E com um objetivo primeiro: tentar provar que a Ciência da Motricidade Humana, onde se integram o Desporto, a Dança, a Ergonomia, a Reabilitação e a Motricidade de todas as idades, é uma nova ciência hermenêutico-humana e que os especialistas que a estudam e praticam são os chamados “professores de educação física”. E disse mais: “A Ciência da Motricidade Humana pode perfeitamente situar-se na re-orientação radical da Universidade, denunciando o postulado da primazia da razão, onde não há lugar para o amor, para a festa, para a poesia, para o jogo, para a corporeidade livre e libertadora; o postulado do progresso unicamente definido por critérios económicos, sem referência a um projecto fundamental e transcendente de vida; o postulado da primazia do rendimento, que origina o homem unidimensional, servo obediente dos anseios incontroláveis do Poder e do Ter. E simultaneamente anunciando: o postulado da transcendência, como realização do ser carente, que é o homem, como princípio de desfatalização da História; o postulado da relatividade, como postulado profético, dado que nada do que se faz ou do que se pensa é definitivo, inscreve-se numa tarefa sempre por acabar; postulado da motricidade, como abertura à relação e à esperança, já que todo o acto, verdadeiramente humano, é fruto da liberdade. Assim, provar-se que a CMH é uma nova ciência do homem, ou os que nelas licenciados são especialistas em tudo o que na motricidade é ciência e valor – equivale à tentativa de resposta a um desafio do tempo, ganha a dimensão de uma nova filosofia: não mais a filosofia do ser e do logos, mas a filosofia do projecto e da relação” (p. 158).

Quero eu dizer que, entre outras coisas, o Desporto tem a sua ciência e o seu método científico e os seus especialistas e que não pode discutir-se, portanto, só com emotividade e muito “amor ao clube”. É portanto insustentável, ou ridículo mesmo, defender, no conhecimento científico, um relativismo gnosiológico, ou reafirmar que uma ciência se possa resumir cabalmente ao nível linguístico, a… conversa. Uma inteligência profunda, ao mesmo tempo teórica e prática, dominada pelo bom senso, sabe que assim não é. O que se vê e ouve e lê, muitíssimas vezes, não passa de puro oportunismo, próprio de espíritos acanhados, estreitos e aferrados a uma conceção do futebol-espetáculo já gasta e desacreditada. É preciso repensar o futebol, tendo em conta a complexidade da ciência atual. E não esquecendo que se trata de um fenómeno social, de incomparável popularidade. Os perdedores na vida precisam de identificar-se com os vitoriosos, nos estádios, para poderem superar as frustrações de todos os dias. Jorge Araújo, em livro que se aconselha vivamente, “A busca da Excelência”, escreve: “Para ser treinador, não basta saber. É fundamental saber transmitir, ser capaz de inspirar e mobilizar a motivação daqueles que dirige (…). Controlar a ansiedade, ser paciente (…). E mais importante a relação a estabelecer com os formandos, o estilo de comunicação que utiliza, que muitas vezes a matéria que aborda (…). Daí a necessidade de preocupação com aqueles que treinamos (…). Partindo sempre deles e não de nós” (pp. 105/106). De facto (vou repetir-me) não há jogos, há pessoas que jogam. E, se o humano é o infinitamente complexo, para debater um problema, discutir um método, esclarecer uma dúvida, no futebol, há necessidade de muito mais do que formular juízos apressados, por ignorância, inveja, antipatia e despeito. E portanto, silenciando sempre o essencial…

Manuel Sérgio é professor catedrático da Faculdade de Motricidade Humana e Provedor para a Ética no Desporto

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais
17:28  -  15-04-2018
O Desporto: Educação e Cultura (artigo de Manuel Sérgio, 238)
17:13  -  08-04-2018
Nuno Laurentino: definição e função do Desporto (artigo de Manuel Sérgio, 237)
17:42  -  01-04-2018
A Ressurreição!... (artigo de Manuel Sérgio, 236)
14:23  -  27-03-2018
É o indivíduo a medida de todas as coisas? (artigo de Manuel Sérgio, 235)
01:11  -  12-03-2018
“Deixem-nos sonhar” - um livro notável! (artigo de Manuel Sérgio, 233)
20:11  -  06-03-2018
Há verdadeiro e falso desporto… (artigo de Manuel Sérgio, 232)
16:31  -  26-02-2018
António-Pedro Vasconcelos: um discurso sobre a liberdade (artigo de Manuel Sérgio, 231)
23:58  -  19-02-2018
Uma estratégia para treinadores, segundo Gustavo Pires e António Cunha (artigo de Manuel Sérgio, 230)
13:20  -  12-02-2018
O grande paradigma (artigo de Manuel Sérgio, 229)
20:11  -  05-02-2018
A grande interrogação (artigo de Manuel Sérgio, 228)
16:08  -  30-01-2018
«Associação de Futebol do Porto: Uma Instituição Centenária» (artigo de Manuel Sérgio, 227)
20:23  -  22-01-2018
Recriar a cultura desportiva (artigo de Manuel Sérgio, 226)
16:10  -  14-01-2018
Carta Aberta ao Doutor António Damásio (artigo de Manuel Sérgio, 225)
16:37  -  06-01-2018
O Dr. Armando Rocha: - um amigo que não esqueço (artigo de Manuel Sérgio, 224)
14:54  -  31-12-2017
Mais cultura para 2018 (artigo de Manuel Sérgio, 223)
18:19  -  23-12-2017
Jesus nasceu (artigo de Manuel Sérgio, 222)
11:50  -  19-12-2017
Quem são os pobres? (artigo de Manuel Sérgio, 221)
14:09  -  11-12-2017
É preciso pensar o desporto (artigo de Manuel Sérgio, 220)
13:41  -  04-12-2017
«Somos amigos. Não há problemas!» (artigo de Manuel Sérgio, 219)
21:14  -  29-11-2017
De que saber é o método? (artigo de Manuel Sérgio, 218)
16:22  -  22-11-2017
Tarantini: o jogador-estudante (artigo de Manuel Sérgio, 217)
19:08  -  15-11-2017
O método hermenêutico no Desporto (artigo de Manuel Sérgio, 216)
16:36  -  05-11-2017
A `Ciência` do Futebol (artigo de Manuel Sérgio, 215)
00:30  -  31-10-2017
Ronaldo e Messi: dois santos laicos (artigo de Manuel Sérgio, 214)
10:49  -  24-10-2017
A crença gera biologia (artigo de Manuel Sérgio, 213)
11:11  -  18-10-2017
Artur Anselmo: Presidente da Academia das Ciências de Lisboa (artigo de Manuel Sérgio, 212)
12:25  -  09-10-2017
José Tolentino Mendonça (artigo de Manuel Sérgio, 211)
19:14  -  03-10-2017
Sérgio Oliveira: - uma lição! (artigo de Manuel Sérgio, 210)
16:35  -  26-09-2017
«Para um Desporto do Futuro» (artigo de Manuel Sérgio, 209)
13:54  -  18-09-2017
Jorge Jesus e o Sporting Clube de Portugal (artigo de Manuel Sérgio, 208)
16:19  -  10-09-2017
Este futebol será Desporto? (artigo de Manuel Sérgio, 207)
23:03  -  04-09-2017
Mais uma carta aberta ao José Mourinho (artigo de Manuel Sérgio, 206)
16:38  -  08-08-2017
Esta palavra “paradigma” (artigo de Manuel Sérgio, 205)
13:11  -  02-08-2017
A propósito do treino: uma aproximação ao existencialismo (artigo de Manuel Sérgio, 204)
13:39  -  25-07-2017
Jorge Carlos Fonseca: - literatura de descontinuidade (artigo de Manuel Sérgio, 203)
15:32  -  18-07-2017
O calcanhar de Aquiles (artigo de Manuel Sérgio, 202)
08:12  -  09-07-2017
Notas Críticas sobre os Bruxos do Futebol e outras coisas mais(artigo de Manuel Sérgio, 201)
15:03  -  03-07-2017
Traços fundamentais da cultura portuguesa (artigo de Manuel Sérgio, 200)
10:46  -  25-06-2017
A omnipresença do futebol (artigo de Manuel Sérgio, 199)
20:24  -  17-06-2017
Liderator: A Excelência no Desporto (artigo de Manuel Sérgio, 198)
23:26  -  12-06-2017
António Augusto da Silva Martins (artigo de Manuel Sérgio, 197)
14:11  -  05-06-2017
Voltaire (1694-1778) (artigo de Manuel Sérgio, 196)
12:53  -  30-05-2017
A Estrutura ou o Rui Vitória? (artigo de Manuel Sérgio, 195)
17:55  -  22-05-2017
Nuno Delgado: a coopetição (artigo de Manuel Sérgio, 194)
21:43  -  14-05-2017
Benfica: a Razão e a Fé (artigo de Manuel Sérgio 193)
16:18  -  09-05-2017
O Futebol tem Violência não é violento (artigo de Manuel Sérgio 192)
16:55  -  28-04-2017
A pós-verdade e… o futebol! (artigo de Manuel Sérgio, 191)
16:53  -  16-04-2017
“Violência e Futebol”: - um livro a reler (artigo de Manuel Sérgio, 190)
16:10  -  09-04-2017
De Platão até hoje… (artigo de Manuel Sérgio, 189)
15:57  -  02-04-2017
A Filosofia da Libertação e a alta competição desportiva (artigo de Manuel Sérgio, 188)
17:41  -  26-03-2017
Carta aberta ao Jorge Jesus (artigo de Manuel Sérgio, 187)
18:24  -  18-03-2017
É preciso fazer do Homem o futuro do Homem (artigo de Manuel Sérgio, 186)
17:22  -  05-03-2017
José Mourinho: espetáculo com eficácia (artigo de Manuel Sérgio, 185)
16:28  -  24-02-2017
Carlos Lopes: grande entre os grandes!(artigo de Manuel Sérgio, 184)
16:04  -  19-02-2017
«Tudo o que é excessivo é insignificante» (artigo de Manuel Sérgio, 183)
23:05  -  12-02-2017
Fernando Santos: Razão e Fé (artigo de Manuel Sérgio, 182)
12:34  -  08-02-2017
A Literacia Científica e a Compreensão do Futebol (artigo de Manuel Sérgio, 181)
16:18  -  31-01-2017
Aurélio Pereira: meu companheiro de jornada (artigo de Manuel Sérgio, 180)
14:42  -  26-01-2017
A Cidade do Futebol e o Dr. Fernando Gomes ((artigo de Manuel Sérgio, 179)
21:49  -  19-01-2017
Tudo é sistema (artigo de Manuel Sérgio, 178)
14:36  -  11-01-2017
O Desporto e o Homem Pós-Humano (artigo de Manuel Sérgio, 177)
15:12  -  05-01-2017
O futebol português de parabéns (artigo de Manuel Sérgio, 176)
19:06  -  30-12-2016
O corpo da mente e a mente do corpo (artigo de Manuel Sérgio, 175)
16:34  -  23-12-2016
Quando o amor era mais íntimo (artigo de Manuel Sérgio, 174)
20:38  -  12-12-2016
A Filosofia como fundamentação (artigo de Manuel Sérgio, 173)
16:28  -  01-12-2016
O Vítor Serpa e o José Peseiro, dois pós-modernos (artigo de Manuel Sérgio, 172)
18:49  -  25-11-2016
Para uma cultura desportiva (artigo de Manuel Sérgio, 171)
16:01  -  21-11-2016
A `epistemologia moral´ no Desporto (artigo de Manuel Sérgio, 170)
16:23  -  16-11-2016
O treinador Tuck e o Sacavenense (artigo de Manuel Sérgio, 169)
18:51  -  10-11-2016
Jorge Araújo: a paixão do saber (artigo de Manuel Sérgio, 168)
16:24  -  05-11-2016
Uma Coreografia de Pensamentos (artigo de Manuel Sérgio, 167)
16:07  -  25-10-2016
Ninguém ganha porque tem valor, tem valor porque ganha (artigo de Manuel Sérgio, 165)
11:38  -  30-09-2016
Filosofia do Desporto e Filosofia no Desporto (artigo de Manuel Sérgio, 162)
20:21  -  19-09-2016
97 anos de vida (artigo de Manuel Sérgio)
17:45  -  12-09-2016
Europa, Europa: a filosofia em teatro (artigo de Manuel Sérgio, 161)
20:26  -  08-09-2016
Jorge Jesus na idade da sofística (artigo de Manuel Sérgio, 160)
19:59  -  25-08-2016
O Desporto faz mal à saúde? (artigo de Manuel Sérgio, 158)
13:28  -  17-08-2016
O Desporto: intencionalidade e âmbito (artigo de Manuel Sérgio, 157)
15:32  -  05-08-2016
Mário Moniz Pereira: puramente desportista! (artigo de Manuel Sérgio, 155)
22:50  -  31-07-2016
Mário Moniz Pereira: o artista-treinador!
21:33  -  30-07-2016
Henrique Calisto e o livro do seu desassossego (artigo de Manuel Sérgio, 154)
19:27  -  25-07-2016
“Outro lado das coisas”: um livro de José Antunes de Sousa (artigo de Manuel Sérgio, 153)
18:45  -  21-07-2016
Hóquei em Patins: campeões europeus! (artigo de Manuel Sérgio, 152)
16:07  -  15-07-2016
Naturalmente religioso (artigo de Manuel Sérgio, 151)
16:05  -  11-07-2016
Viva Portugal! (artigo de Manuel Sérgio, 150)
19:57  -  01-07-2016
Quando as dificuldades são possibilidades (artigo de Manuel Sérgio, 149)
15:42  -  26-06-2016
Portugal-Croácia: - uma vitória inesquecível! (artigo de Manuel Sérgio, 148)
21:23  -  22-06-2016
Um sistema é relação (artigo de Manuel Sérgio, 147)
17:06  -  16-06-2016
A propósito do Euro-2016 (artigo de Manuel Sérgio, 146)
19:27  -  09-06-2016
Celebrar Portugal, através do futebol (artigo de Manuel Sérgio, 145)
17:44  -  05-06-2016
Para um novo comentador desportivo (artigo de Manuel Sérgio, 144)
17:33  -  22-05-2016
Carta Aberta a Luís Filipe Vieira (artigo de Manuel Sérgio, 142)
16:35  -  09-05-2016
Mais uma idade da sofística? (artigo de Manuel Sérgio, 140)
17:48  -  03-05-2016
Carta Aberta ao Dr. Rui Gomes da Silva (artigo de Manuel Sérgio, 139)
17:24  -  25-04-2016
“O Homem Que Não Tinha Idade”: um romance de Fernando Correia (artigo de Manuel Sérgio, 138)
19:42  -  19-04-2016
Pinto da Costa num tempo adverso (artigo de Manuel Sérgio, 137)
17:01  -  13-04-2016
O Desporto como Ciência e como Filosofia (artigo de Manuel Sérgio, 136)
19:28  -  07-04-2016
Mário Moniz Pereira - o poeta do desporto! (artigo de Manuel Sérgio, 135)
15:33  -  01-04-2016
O Desporto: uma indústria de milhões! (artigo de Manuel Sérgio, 134)
16:04  -  29-03-2016
É preciso passar da religião à fé (artigo de Manuel Sérgio, 133)
17:09  -  15-03-2016
Os 35 anos do `JL´ (artigo de Manuel Sérgio, 131)
17:30  -  10-03-2016
Carta Aberta ao Rui Vitória (artigo de Manuel Sérgio, 130)
18:14  -  07-03-2016
Carta Aberta ao Lindelof (artigo de Manuel Sérgio, 129)
22:25  -  27-02-2016
Ilya Prigogine ou as potencialidades da matéria (artigo de Manuel Sérgio, 128)
21:01  -  21-02-2016
Alguns ligeiros pensamentos sobre o futebol (artigo de Manuel Sérgio, 127)
23:18  -  14-02-2016
Benfica–Porto: não há rendimento sem eficácia (artigo de Manuel Sérgio, 126)
17:01  -  08-02-2016
Gaston Bachelard: o novo espírito científico (artigo de Manuel Sérgio, 125)
17:00  -  01-02-2016
O especialista e o leigo, em futebol (artigo de Manuel Sérgio, 124)
23:27  -  25-01-2016
Desporto e Humanismo Contemporâneo (artigo de Manuel Sérgio, 123)
20:01  -  04-01-2016
O Mito e a Alta Competição Desportiva (artigo de Manuel Sérgio, 120)
20:42  -  28-12-2015
A propósito de Paulo Freire e Blondel e Sartre (artigo de Manuel Sérgio, 119)
16:32  -  20-12-2015
Quando uma criança nasce… (artigo de Manuel Sérgio, 118)
16:53  -  16-12-2015
Fernando Medina ou o processo da decisão política (artigo de Manuel Sérgio, 117)
16:59  -  09-12-2015
Há uma comunidade científica no desporto português? (artigo de Manuel Sérgio, 116)
16:44  -  29-11-2015
Sem poesia, não há ciência (artigo de Manuel Sérgio, 115)
16:46  -  23-11-2015
A crise da esperança (artigo de Manuel Sérgio, 114)
16:39  -  15-11-2015
Lutaremos, meu Amor (artigo de Manuel Sérgio, 113)
23:44  -  08-11-2015
Jogar com os afetos (artigo de Manuel Sérgio, 112)
19:27  -  02-11-2015
Luís Filipe Vieira: ou um Benfica que enternece e cativa (artigo de Manuel Sérgio, 111)
16:24  -  26-10-2015
O último Benfica-Sporting e o novo campeão nacional (artigo de Manuel Sérgio, 110)
17:14  -  20-10-2015
A coisa mais importante das coisas pouco importantes (artigo de Manuel Sérgio, 109)
15:42  -  13-10-2015
Desporto e Humanismo ou o valor da transcendência (artigo de Manuel Sérgio, 108)
16:25  -  06-10-2015
Os treinadores portugueses no futebol internacional (artigo de Manuel Sérgio, 107)
23:13  -  29-09-2015
João Paulo S. Medina: - o “intelectual” do futebol brasileiro (artigo de Manuel Sérgio, 106)
00:04  -  23-09-2015
O último Porto-Benfica ou da biologia à cultura (artigo de Manuel Sérgio, 105)
18:11  -  15-09-2015
“Quem somos nós?” - a resposta do Desporto (artigo de Manuel Sérgio, 104)
18:20  -  08-09-2015
Joel Rocha – o “Mourinho” do futsal (artigo de Manuel Sérgio, 103)
18:35  -  02-09-2015
A História de Sísifo (artigo de Manuel Sérgio, 102)
17:34  -  28-08-2015
O mais relevante nem sempre é o mais mensurável (artigo de Manuel Sérgio, 101)
17:55  -  14-08-2015
Jorge Jesus: - o sublime iletrado! (artigo de Manuel Sérgio, 99)
18:54  -  07-08-2015
O que em mim sente está pensando (artigo de Manuel Sérgio, 98)
16:55  -  31-07-2015
A Cultura do Clube (artigo de Manuel Sérgio, 97)
21:45  -  21-07-2015
Do Jogo ao Desporto em Bourdieu e... não só (artigo de Manuel Sérgio, 96)
23:57  -  16-07-2015
Carta a Eugénio Lisboa (artigo de Manuel Sérgio, 95)
00:32  -  10-07-2015
António Simões: - o irmão branco do Eusébio (artigo de Manuel Sérgio, 94)
17:31  -  04-07-2015
Jorge Jesus ou a homeostasia organizacional (artigo de Manuel Sérgio, 93)
23:50  -  15-06-2015
No Benfica: estrutura ou carisma? (artigo de Manuel Sérgio, 90)
22:37  -  10-06-2015
Feyerabend e Ricardo Serrado no estudo de Lionel Messi (artigo de Manuel Sérgio, 89)
22:50  -  26-05-2015
Mais importante do que ter sucesso é ter valor! (artigo de Manuel Sérgio, 86)
00:30  -  23-05-2015
José Mourinho ou as razões da sua diferença (artigo de Manuel Sérgio, 85)
16:42  -  18-05-2015
É preciso, imperioso e urgente a continuação de J.J., no Benfica (artigo de Manuel Sérgio, 84)
18:16  -  10-05-2015
Roberto Carneiro: retrato de um ministro que eu conheci (artigo de Manuel Sérgio, 83)
16:30  -  01-05-2015
O empréstimo de jogadores é compatível com a ética? (artigo de Manuel Sérgio, 82)
16:54  -  20-04-2015
José Mourinho: por que será?... (artigo de Manuel Sérgio, 81)
17:17  -  14-04-2015
O Progresso Desportivo: - o que é isso? (artigo de Manuel Sérgio, 80)
19:15  -  07-04-2015
Mourinho escreve prefácio de livro de Manuel Sérgio, «O Futebol e Eu»
23:31  -  06-04-2015
O jornal “ A Bola” - desporto e humanismo (artigo de Manuel Sérgio, 79)
22:47  -  01-04-2015
Jorge Carlos Fonseca: o Presidente da República que é poeta (artigo de Manuel Sérgio, 78)
21:47  -  25-03-2015
Qual o fundamento radical na arbitragem? (artigo de Manuel Sérgio, 77)
16:34  -  21-03-2015
A Gestão do Desporto, segundo Gustavo Pires (artigo de Manuel Sérgio, 76)
16:40  -  13-03-2015
O Futebol é Anamnese... mesmo com Luís Figo? (artigo de Manuel Sérgio, 75)
17:47  -  07-03-2015
Ao Povo-Irmão de Cabo Verde (artigo de Manuel Sérgio, 74)
21:14  -  19-02-2015
“Cândido de Oliveira” - um livro inesquecível de Homero Serpa (artigo de Manuel Sérgio, 73)
21:10  -  12-02-2015
Só com os mesmos valores o diálogo é possível (artigo de Manuel Sérgio, 72)
17:04  -  08-02-2015
O modelo racionalista do jornal A Bola (artigo de Manuel Sérgio, 71)
16:32  -  01-02-2015
“A Bola”: uma práxis que é preciso manter (artigo de Manuel Sérgio, 70)
19:14  -  28-01-2015
Manuel Alegre: - um semeador de poesia (artigo de Manuel Sérgio, 69)
18:29  -  22-01-2015
Libertar o Direito e o Desporto ou um ensaio do Prof. Paulo Cunha (artigo de Manuel Sérgio, 68)
16:24  -  18-01-2015
A desparasitação do futebol ou a dupla Pinto da Costa-Pedroto (artigo de Manuel Sérgio, 67)
18:18  -  15-01-2015
O Desporto tem violência: - não é violento! (artigo de Manuel Sérgio, artigo 66)
17:57  -  10-01-2015
A “Arte da Guerra” no treinador Rui Vitória (artigo de Manuel Sérgio, 65)
00:17  -  07-01-2015
José Maria Pedroto: o conhecimento... (artigo de Manuel Sérgio, 64)
23:31  -  31-12-2014
Feliz Ano Novo ao Desporto Português (artigo de Manuel Sérgio, 63)
17:32  -  24-12-2014
A grande revolução de Jesus na Vida e... no Desporto! (artigo de Manuel Sérgio, 62)
17:53  -  20-12-2014
História e Filosofia das Ciências, no Desporto e... no Benfica! (artigo de Manuel Sérgio, 61)
22:56  -  17-12-2014
Uma resposta breve a Miguel Cardoso Pereira (artigo de Manuel Sérgio, 60)
18:57  -  11-12-2014
Desporto e Desenvolvimento ou um livro de Gustavo Pires (artigo de Manuel Sérgio, 59)
18:36  -  04-12-2014
Nossos contemporâneos (artigo de Manuel Sérgio, 58)
18:19  -  27-11-2014
Da Desconfiança à Solidariedade em Pinto da Costa e Filipe Vieira (artigo de Manuel Sérgio, 57)
23:19  -  20-11-2014
As incertezas da ciência (artigo de Manuel Sérgio, 56)
16:18  -  16-11-2014
O engenheiro Fernando Santos: - o mesmo e o diferente (artigo de Manuel Sérgio, 55)
18:39  -  11-11-2014
Ou interdisciplinaridade ou ignorância (artigo de Manuel Sérgio, 54)
10:25  -  08-11-2014
Carta Aberta ao Presidente da República de Cabo Verde (artigo de Manuel Sérgio, 53)
17:43  -  30-10-2014
Rui Jorge: e o treinador do Futuro (artigo de Manuel Sérgio, 52)
15:56  -  23-10-2014
O engenheiro Fernando Santos: o ser e o tempo (artigo de Manuel Sérgio, 51)
19:34  -  16-10-2014
O preparo físico dos nossos jogadores de futebol, 2.ª parte (artigo de Manuel Sérgio, 50)
17:38  -  11-10-2014
O preparo físico dos nossos jogadores de futebol (1) (artigo de Manuel Sérgio, 49)
22:14  -  03-10-2014
Eduardo Monteiro: perfil de um dirigente! (artigo de Manuel Sérgio, 48)
17:55  -  28-09-2014
A propósito do engenheiro Fernando Santos (artigo de Manuel Sérgio, 47)
16:47  -  22-09-2014
O campeão observado a dois ângulos de visão (artigo de Manuel Sérgio, 46)
00:24  -  18-09-2014
Há falta de treinadores negros (artigo de Manuel Sérgio, 45)
01:06  -  13-09-2014
Valdano: um homem que transporta uma frustração (artigo de Manuel Sérgio, 44)
18:39  -  08-09-2014
A grande revolução a fazer no futebol (artigo de Manuel Sérgio, 43)
18:36  -  03-09-2014
Mais Platão, menos Prozac! (Artigo de Manuel Sérgio, 42)
14:57  -  28-08-2014
Fiel ao Belenenses e... aos amigos! (artigo de Manuel Sérgio, 41)
18:38  -  17-08-2014
O Deus dos filósofos e os deuses do futebol (artigo de Manuel Sérgio, 40)
18:34  -  10-08-2014
O olho das rãs e o futebol (artigo de Manuel Sérgio, 39)
21:47  -  04-08-2014
“Francisco de Assis e Franscisco de Roma” - mais um livro de Leonardo Boff (artigo Manuel Sérgio, 38)
16:52  -  26-07-2014
“Preparar para Ganhar”: um livro de José Neto (artigo Manuel Sérgio, 37)
22:24  -  15-07-2014
O Futebol na Sociedade Pós-Capitalista ou a vitória da Alemanha (artigo Manuel Sérgio, 36)
00:43  -  07-07-2014
Código de Ética Desportiva (artigo Manuel Sérgio, 35)
16:35  -  02-07-2014
A Literatura e o Desporto: a propósito de Sophia (artigo Manuel Sérgio, 34)
20:53  -  27-06-2014
O Futebol e os Escritores (artigo Manuel Sérgio, 33)
22:45  -  22-06-2014
As dúvidas do Doutor Eduardo Barroso: as dele e as minhas! (artigo Manuel Sérgio, 32)
16:17  -  08-06-2014
Carta Aberta ao Ministro do Desporto do Brasil (artigo Manuel Sérgio, 31)
18:08  -  01-06-2014
Da poesia ao futebol (artigo Manuel Sérgio, 30)
18:57  -  27-05-2014
Factos e valores (artigo Manuel Sérgio, 29)
18:50  -  19-05-2014
Parabéns ao Benfica: na vitória e na derrota (artigo Manuel Sérgio, 28)
16:35  -  12-05-2014
Marco Silva: um grande treinador, com toda a certeza! (artigo Manuel Sérgio, 27)
21:07  -  01-05-2014
A grande revolução de Jesus ou o mundo que o desporto não tem (artigo Manuel Sérgio, 26)
00:52  -  24-04-2014
O 25 de Abril e o Futebol Português (artigo Manuel Sérgio, 25)
18:33  -  11-04-2014
Os mitos fundadores da Modernidade (artigo Manuel Sérgio 24)
23:56  -  06-04-2014
Os cem anos da FPF: em Portugal também há progresso? (artigo Manuel Sérgio 23)
20:01  -  30-03-2014
Nova Teoria do Sebastiano e o Futebol Português (artigo Manuel Sérgio 22)
23:11  -  23-03-2014
José Medeiros Ferreira: o desportisra, o político, o intelectual (artigo Manuel Sérgio 21)
17:26  -  18-03-2014
Nossos contemporâneos (artigo Manuel Sérgio 20)
21:39  -  03-03-2014
Há necessidade de uma utopia (artigo Manuel Sérgio 19)
00:49  -  22-02-2014
“Filosofia e Futebol: troca de passes” - um livro de grande atualidade ( artigo Manuel Sérgio 18)
22:28  -  16-02-2014
A Inteligência Competitiva e o Espectáculo Desportivo (artigo Manuel Sérgio 17)
18:50  -  12-02-2014
Plano Nacional de Ética no Desporto (artigo Manuel Sérgio 16)
21:08  -  02-02-2014
Porque sou belenenses... (artigo Manuel Sérgio 15)
00:04  -  28-01-2014
Aurélio Pereira ou um projeto antropológico (artigo Manuel Sérgio 14)
00:19  -  23-01-2014
O nome da rosa (artigo Manuel Sérgio 13)
00:11  -  15-01-2014
Cristiano Ronaldo: agilidade física ou intelectual? (artigo Manuel Sérgio 12)
00:38  -  13-01-2014
Eusébio tem lugar indiscutível no panteão nacional (artigo Manuel Sérgio 11)
23:59  -  03-01-2014
Ciência no Futebol e outras coisas mais... (artigo Manuel Sérgio 10)
00:04  -  30-12-2013
O Desporto nem sempre educa... (artigo de Manuel Sérgio 9)
00:37  -  23-12-2013
Carta Aberta aos jogadores do Bom Senso F.C. (artigo de Manuel Sérgio 8)
00:14  -  10-12-2013
Os golos do Ronaldo e a ética da palavra (artigo de Manuel Sérgio 7)
22:14  -  03-12-2013
Cristiano Ronaldo: - um herói da cultura! (artigo de Manuel Sérgio 6)
21:39  -  20-11-2013
Os erros dos árbitros e os erros dos outros... (artigo de Manuel Sérgio 5)
11:56  -  28-10-2013
«O Desporto (o Futebol) não é violência» (artigo de Manuel Sérgio 4)
22:58  -  18-10-2013
«O Desporto e o Desafio do Sentido» (artigo de Manuel Sérgio 3)
22:45  -  06-10-2013
«O pensamento ético contemporâneo e o Desporto» (artigo de Manuel Sérgio 2)
18:40  -  27-09-2013
«O Desporto em que eu acredito» (artigo de Manuel Sérgio 1)
Comentários (0)

Últimas Notícias

Mundos