Denis nas teias da Justiça

Gil Vicente 07-10-2019 09:30
Por Redação

O guarda-redes Denis, de 32 anos, contratado pelo Gil Vicente em agosto último, oriundo do Figueirense, da Série B do Brasileirão, viu-se envolvido numa polémica jurídica depois de ter rescindido com o clube de Florianópolis alegando ordenados em atraso, facto confirmado por um tribunal de Santa Catarina.


A contratação de Denis obedeceu, aliás, ao pressuposto legal de que o jogador se encontrava então livre, conforme os regulamentos internacionais, mas nem o atleta, diretamente envolvido na situação, nem o emblema barcelense julgariam possível a revogação dessa decisão judicial após providência cautelar do clube catarinense.


A mais recente deliberação com caráter legal vinculativo, subscrita por um juízo do Tribunal Regional do Trabalho da 12.ª região, em Florianópolis, muito discutível nos seus termos, de acordo com a defesa do jogador mas passível de recurso, ordena, traços largos, a validade do contrato que Denis e o Figueirense mantinham, o que, em termos desportivos, suscitou de imediato dúvidas quanto à validade da atual ligação do futebolista ao Gil Vicente.


O cenário agora criado por esta recente intervenção do poder judicial brasileiro, em resposta a um pedido de garantia dos direitos económicos do guarda-redes, não ataca, de forma alguma, a legitimidade do contrato que Denis e os galos assinaram, embora possa obrigar o atleta à interposição de nova ação, visando recuperar a posse total dos direitos económicos. Caso tal não seja atendível e não surja um acordo de verbas com o Figueirense, outra alternativa em cima da mesa, Denis terá de suportar todos os custos de uma eventual indemnização, mas nunca perderá o direito a representar os barcelenses.


 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias